Para mais de 96% dos usuários, tarifa de ônibus é injusta

Pesquisa indica que consumidor recifense acha o preço da passagem incompatível com o serviço oferecido

por Alice Mota sab, 18/03/2017 - 12:00

Atualmente, no Recife e Região Metropolitana, circulam 395 linhas de ônibus. As tarifas variam de R$ 2,10 a R$ 4,40 entre os anéis A, B, D e G. Para os passageiros que utilizam os coletivos diariamente, os valores parecem não corresponder às expectativas do que seria ideal em mobilidade urbana. 

É o que aponta o levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas UNINASSAU. De acordo com a pesquisa, dos passageiros entrevistados, 96,3% consideram o valor da passagem injusto, 3,3% acham justo e 0,5% não souberam ou não responderam.

Embed:

Para o camareiro Rubem de Souza Santos, que pega ônibus todos os dias, o que o povo precisa é de conforto. Segundo Rubem, antes do reajuste de passagem, é necessário pensar em melhorar o conforto do passageiro. “Os ônibus às vezes cortam caminho, mudam a rotina. Seja pelos motoristas insatisfeitos com salário ou querendo sair do trabalho. Devia ter um reajuste nisso também, porque somos nós que sofremos com isso”. 

Ao todo, 47,2% dos participantes consideram a tarifa muito cara e 43,2% acham cara – 90,4% dos passageiros acreditam que o valor esteja acima do que seria considerado razoável, como foi respondido por apenas 7,9%. 

As entrevistas foram realizadas no dia 6 de janeiro de 2017, com 624 pessoas, maiores de 16 anos e usuários frequentes dos principais terminais de ônibus do Recife: o Terminal Tancredo Neves, Terminal Integrado Joana Bezerra, Terminal Cajueiro Seco, Terminal Integrado do Barro, Terminal Integrado do Recife e Terminal Integrado do Aeroporto. 

LeiaJá também

--> Quase 70% apontam serviço de ônibus como ruim ou péssimo

--> 75,6% dos usuários têm medo de andar de ônibus na RMR

--> Metrô tem melhor avaliação que ônibus, mas deixa a desejar

--> Usuários de ônibus e metrô reprovam gestão de Paulo Câmara

--> Governador é responsabilizado por insegurança nos ônibus

COMENTÁRIOS dos leitores