Nacional Ceará Paraíba Pará Pernambuco São Paulo

Polícia mata cão farejador de aeroporto na Nova Zelândia

Ação causa indignação e população questiona se não havia outros recursos

por Alice Mota sex, 17/03/2017 - 11:06
Reprodução/FAcebook Abaixo-assinado para punir os responsáveis já conta com mais de 1.500 assinaturas Reprodução/FAcebook

Grizz, o cão farejador de apenas 10 meses, fugiu nesta sexta-feira (17) e invadiu a pista de pouso do aeroporto de Auckland, na Nova Zelândia. De acordo com o jornal The Guardian, os seguranças do aeroporto tentaram pegar Grizz por três horas antes de decidirem acionar a polícia, que atirou no cachorro. 

A fuga do animal teria atrasado 16 voos no aeroporto. A ação da equipe de segurança causou indignação na Nova Zelândia, que se manifestou através das redes sociais. Hilary Barry, âncora de um famoso jornal matutino, mostrou-se indignada e levantou o questionamento: "onde estavam as armas tranquilizantes?" Com a revolta popular, corre um abaixo-assinado para punir os responsáveis pela morte de Grizz, que já conta com mais de 1.500 mil assinaturas. 

Tracy Phillips, inspetor do distrito policial Counties Manukau, disse que o serviço de segurança – Aviation Security Service (Avsec) – fez um esforço considerável para recapturar o cachorro. Ele diz que não foi o desfecho esperado para a situação e que a polícia só seria acionada como último recurso.

COMENTÁRIOS dos leitores