Governo deve apresentar proposta de R$ 3,94 para passagens

Três cenários foram anunciados e todos eles apresentam valores superiores a R$ 3,20

por Naiane Nascimento qua, 11/01/2017 - 12:15
Paulo Uchôa/LeiaJáImagens Governo apresenta três cenários baseados na tarifa média de 2016 Paulo Uchôa/LeiaJáImagens

Na próxima sexta-feira (13) está marcada, mais uma vez, para acontecer a reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), onde será definida a tarifa de ônibus na Região Metropolitana do Recife (RMR). Após mistério de qual seria a proposta apresentada pelo governo de Pernambuco, afinal, as demais já foram mostradas, os valores foram publicados em documento no site do Grande Recife Consórcio de Transporte. 

O governo apresenta três cenários baseados na tarifa média praticada em 2016 – R$ 2,92 - e relacionando os custos de manutenção do setor. No primeiro documento a média dita necessária é de R$ 3,25; a segunda traz uma média de R$ 3,33 e, por último, a mais alta: R$ 3,94 - dita sem subsídio. 

Segundo a nota técnica de recomposição tarifária do CSTM, os cenários são divididos em sem renovação de frota; com renovação de frota e, a última, com renovação de frota e agregando custos das isenções, concessões, gestão e fiscalização do Sistema de Transporte Público de Passageiro (STPP/RMR), manutenção e operação dos terminais integrados e estações de BRT e Linhas Alimentadoras.

Proposta dos usuários

No mesmo site do Grande Recife, a proposta apresentada pelos usuários é de tarifa única na RMR, acabando com os anéis B, D e G e transformando todas em anel A. Além disso, um reajuste de 7% do anel A, totalizando uma tarifa de R$ 2.99,6. Com o arredondamento da Agência Reguladora do Estado (ARPE), ficaria a tarifa de R$ 3 em toda a RMR. 

Proposta da Urbana-PE

O Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado (Urbana-PE) irá apresentar em sua proposta o valor de R$ 3,75 para o anel “A” e de R$ 5,15 para o anel “B”, “calculadas considerando, dentre outros, o custo atual com pessoal, veículos e combustível, bem como a previsão de 5% queda na demanda de passageiros para o ano de 2017”.

Proposta da Frente de Luta pelo Transporte Público

A FLTP irá apresentar a proposta de R$ 2,15 como tarifa única; o fim dos outros anéis e a integração temporal – possibilidade de se deslocar, dentro de três horas, por integrações sob o pagamento de uma só tarifa.

LeiaJá também

--> Grupo organiza novo ato contra aumento da tarifa

--> Reajuste das passagens será discutido na sexta-feira (13)

--> Ônibus: representantes da população pedem reajuste de 7%

--> Justiça cancela reunião sobre reajuste da tarifa de ônibus

COMENTÁRIOS dos leitores