Mural Leia

Registrar | Entrar

Rio + 20 e o novo paradigma da sustentabilidade

Dilma Rousseff considera improvável assegurar energia elétrica com fontes alternativas

por Jullimaria Dutra | qua, 04/04/2012 - 21:11
Compartilhar:

 

Foto: José Cruz/ABr A presidenta Dilma Rousseff, ao Lado do secretário executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Luiz Pinguelli Rosa, durante reunião ordinária do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, no Palácio do Planalto A presidenta Dilma Rousseff, ao Lado do secretário executivo do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, Luiz Pinguelli Rosa, durante reunião ordinária do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, no Palácio do Planalto

A Conferência de Desenvolvimento das Nações Unidas foi mencionada pela presidente da Rpública, Dilma Rousseff, no encontro do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, que ocorreu nesta quarta-feira, no Palácio do Planalto. Um dos pontos tocados por Dilma na reunião foi a defesa da produção de energia hidrelétrica, posição esta que será levada para a conferência.

A presidente alertou para a falta de reservatórios nas hidrelétricas brasileiras, razão que, segundo ela, poderá “demandar um reforço da matriz eólica”, declarando na conferência de junho, o Brasil irá precisar “propor um novo paradigma de crescimento”.

Enquanto assumiu a pasta de Minas e Energia, Dilma disse que chegou a "medir o vento". "Não existe possibilidade de se estocar o vento. Não sei se você sabe, mas não venta 24 horas por dia nem nos 365 dias do ano", pontuou no Fórum.

| | | Link:
Compartilhar:

Facebook

Carregando