Mano culpa arbitragem por empate do Cruzeiro

Com o empate, o Cruzeiro completou o terceiro jogo consecutivo sem triunfos no Brasileirão e chegou aos 28 pontos, na oitava colocação

seg, 06/08/2018 - 09:11

O técnico Mano Menezes assegurou ter ficado satisfeito com a atuação do time misto do Cruzeiro no empate por 1 a 1 com o Vitória, no Barradão, mas atacou o árbitro Eduardo Tomaz de Aquino Valadão. Na sua avaliação, ele foi o responsável por evitar que o time mineiro conquistasse o triunfo no compromisso válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

"O Cruzeiro fez um bom jogo pela circunstância. Um time bastante mexido como nós fizemos a opção de trazer para o jogo. Enfrentou o Vitória como se enfrenta para ganhar, teve personalidade e jogo para ganhar. A gente sabia que era um jogo difícil, mas a arbitragem o tornou impossível", disse o treinador.

As reclamações do Cruzeiro envolvem dois lances. A equipe reclama que o pênalti marcado para o Vitória foi em uma infração cometida fora da área, além de apontar erro na anulação de um gol de Manoel. Irritado, Mano apontou que os erros contra a equipe mineira vêm sendo recorrentes.

"De novo o Cruzeiro faz um gol legal e a arbitragem anula. Desde que voltamos da Copa do Mundo, já deve ser o quarto ou o quinto gol legal que a gente faz. Ou tem uma coisinha que acha que é impedimento ou tem uma coisinha que acha que puxou. Mas para os nossos adversários o pessoal não acha nada. Nós fizemos os gols para ganhar o jogo e isso me deixa triste. A gente está fazendo o certo e só tem que, quando merecer, deixar a gente vencer", completou.

Com o empate, o Cruzeiro completou o terceiro jogo consecutivo sem triunfos no Brasileirão e chegou aos 28 pontos, na oitava colocação. O time voltará a jogar na quarta-feira, quando vai encarar o Flamengo, no Maracanã, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

COMENTÁRIOS dos leitores