Copa do Mundo: 8 zebras inesquecíveis

Relembre as vitórias e campanhas mais improváveis em mundiais

ter, 12/06/2018 - 15:00

A Copa do Mundo está chegando e em 2018 temos ótimos candidatos ao posto de surpresa. Essas zebras acabam virando feitos históricos, pois poucos imaginam que seleções inexpressivas possam chegar longe. Para relembrar, o Leiajá foi atrás das mais improváveis campanhas de 1990 até hoje.

Camarões 1990 – Chegando ao Mundial na Itália como um dos times mais fracos, a seleção camaronesa, que tinha como seu principal nome o atacante Roger Milla, foi um dos destaques daquela Copa. Os africanos foram os lideres de seu grupo (que contava com a Argentina), e chegaram às quartas de final, onde pararam na Inglaterra. Até 1990, nenhuma seleção da África chegara tão longe em mundiais. Na ocasião, terminou em 7º.

Bulgária 1994 – Com nomes como Hristo Stoichkov e o Kostadinov, os búlgaros fizeram história naquele torneio. Ganharam da Argentina na fase de grupos, eliminaram México e Alemanha nos playoffs, perdendo apenas para a Itália na semifinal. Stoichkov ao fim daquele ano ganharia a Bola de Ouro.

Croácia 1998 – Contra as expectativas, a seleção terminou em 2º no seu grupo e eliminou Romênia e Alemanha nos playoffs. Porém, na semifinal, parou na França. Terminou o mundial em 3º e Davor Suker foi o artilheiro do mundial, fazendo seis gols em sete jogos.

Senegal / Turquia / Coréia do Sul 2002 – Na primeira participação em mundiais, Senegal já estreia ganhando da França que era campeã do mundo e termina seu grupo em 2º. Nas oitavas, ganharam da Suécia, mas perderam da Turquia nas quartas. Já os turcos, que estavam no grupo do Brasil, terminaram em 2º, chegaram às semifinais, eliminados pela própria seleção brasileira. A Coréia do Sul, que sediou o mundial, junto com o Japão, eliminou Portugal na primeira fase, Itália e Espanha nos playoffs, mas, perdeu da Alemanha na semifinal.

Gana 2010 – A seleção africana já havia feito uma boa campanha em 2006, chegando às oitavas, quando caíram para o Brasil. Em 2010, terminaram em 2º no seu grupo, passaram dos Estados Unidos nas oitavas, e jogaram de igual para igual contra o Uruguai. Uma pena que o final do jogo não foi uma maravilha para os africanos. Asamoah Gyan no último lance do jogo em um pênalti mandou na trave. Nos pênaltis, o Uruguai passou adiante. Gana terminou o Mundial em 7º.

Costa Rica 2014 – Presença constante nos últimos mundiais, a Costa Rica fez sua melhor participação em 2014. Foi líder do grupo, que contava com três campeões do mundo (Uruguai, Inglaterra e Itália), e passou pela Grécia nas oitavas. Na semifinal, parou na Holanda, nos pênaltis. A seleção terminou o mundial em 8º.

 Por Alison Marques

COMENTÁRIOS dos leitores