André: 'Eu já estava há três meses sem receber' no Sport

O atacante, recém-contratado pelo Grêmio, falou sobre sua saída do clube pernambucano e fez duras críticas à diretoria do Leão

por Thayná Aguiar ter, 17/04/2018 - 08:28
Chico Peixoto/LeiaJá Imagens/Arquivo André deixou o Sport no mês de março deste ano Chico Peixoto/LeiaJá Imagens/Arquivo

No último sábado (14), além de fazer a sua estreia pelo Grêmio, o atacante André marcou o gol da vitória do time gaúcho sobre o Cruzeiro, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Em uma entrevista ao canal de TV Esporte Interativo, o jogador falou sobre sua saída do Sport, soltou o verbo e fez duras à direção do rubro-negro pernambucano. 

"Poucas pessoas sabem, mas logo no início da negociação, eu tive uma conversa com o presidente e com todos os diretores do Sport, onde eu falei abertamente que eu via que o clube precisava melhorar em vários sentidos. No final do ano, eu já tinha falado isso que não dava para ficar tampando o sol com a peneira. Eu queria ver o Sport brigando por coisas grandes, e quando eu me apresentei em janeiro, vi que ia ser do mesmo jeito que foi no ano passado. Iam ficar tampando o sol com a peneira, escondendo as coisas, e eu falei para o presidente que eu não queria fazer parte disso. Só que quando você fala isso, é difícil as pessoas aceitarem e te julgam, te criticam, te chamam de mercenário, falam que você virou as costas para o clubes", disse.

Segundo André, a questão financeira foi um fator, mas não o principal para que ele tomasse essa decisão. "O meu salário era um salário alto para o Sport. Eu já estava há três meses sem receber lá e estava começando a incomodar também. Mas não foi a questão financeira que eu saí de lá. Foi uma questão de carreira, eu tenho 27 anos e acho que estou no meu auge de maturidade e fisicamente. Vi no Grêmio uma possibilidade de crescer, de ganhar títulos. Tenho um sonho de ganhar um Campeonato Brasileiro, tenho um sonho de ganhar uma Libertadores e vi o time do Grêmio muito unido, um time campeão, e tudo isso pesou. A questão de não ver uma coisa futura grande no Sport. Hoje você pode analisar e ver os resultados e está acontecendo isso", explicou.

Mesmo tendo vivenciado situações complicadas, André afirmou que tem um grande apreço pelo o Sport e fez questão de destacar a dificuldade que teve em escolher deixar o clube. "Eu tenho muito carinho pelo clube, muito mesmo. Não foi fácil, mexe muito comigo o carinho que os funcionários tinham comigo e me deixa super emocionado porque eu tinha pessoas ali que são meus amigos de verdade, não jogadores, mas roupeiros, massagistas, fisioterapeutas. Não foi fácil tomar essa decisão, mas chega uma hora na carreira que a gente tem que tomar essa decisão e saber diferenciar. E eu tive que tomar essa decisão tão difícil", completou.

LeiaJá também

--> Grêmio chega a acordo com o Sport e contrata André

COMENTÁRIOS dos leitores