Federer confirma ausência em Roland Garros

Após ser eliminado de forma surpreendente no Masters 1000 de Miami, o tenista suíço confirmou que não competirá nos torneios deste nível na terra batida

dom, 25/03/2018 - 08:40

Mais uma vez Roger Federer ficará de fora da temporada de saibro europeu. Neste sábado, após ser eliminado de forma surpreendente no Masters 1000 de Miami, o tenista suíço confirmou que não competirá nos torneios deste nível na terra batida e que também estará ausente em Roland Garros.

"Eu decidi não jogar, o que inclui Roland Garros", disse Federer, que não compete no saibro de Paris desde 2015. Na época, foi eliminado nas quartas de final pelo compatriota Stan Wawrinka. No ano seguinte, ficou de fora por questões físicas. E, em 2017, decidiu se ausentar para se concentrar nos torneios que tem mais chances de vencer.

Desta forma, Federer vai repetir o roteiro do ano passado, quando ficou ausente do circuito por dois meses após Miami. E só retornou para a curta temporada de grama. Assim, ele vai perder os Masters 1000 de Montecarlo, Roma e Madri, além de Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, que ele venceu apenas uma vez, em 2009.

O suíço não confirmou se irá disputar algum torneio preparatório na grama para Wimbledon. No ano passado, ele competiu em Stuttgart e em Hale, ambos na Alemanha, antes de faturar o oitavo troféu no Grand Slam inglês.

Federer fez o anúncio após ser eliminado de forma precoce logo na estreia em Miami. Atual campeão, ele foi derrotado pelo australiano Thanasi Kokkinakis, apenas o 175º do ranking. Com a queda inesperada, ele vai perder a liderança do ranking para o espanhol Rafael Nadal na próxima atualização da lista da ATP, no dia 2 de abril.

Com o feito, Kokkinakis se tornou o tenista de menor ranking a superar o número 1 do mundo desde que o espanhol Francisco Clavet, então 175º, bateu o australiano Leyton Hewitt, justamente em Miami, em 2003.

COMENTÁRIOS dos leitores