Avaí só empata na Vila Belmiro e é rebaixado à Série B

Time catarinense precisava da vitória e que dois dos seus concorrentes na luta contra o Z4 perdessem

dom, 03/12/2017 - 19:04
Reprodução/Facebook/SantosFC Copete fez o gol do Santos na Vila Belmiro Reprodução/Facebook/SantosFC

O Avaí bem que lutou muito, criou oportunidades, mas não conseguiu vencer o Santos neste domingo, no estádio da Vila Belmiro, em Santos - empatou por 1 a 1, pela 38.ª e última rodada -, e foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro. O clube paulista perdeu a chance de terminar a competição em segundo lugar - acabou em terceiro - e ficar com uma premiação maior.

O empate não foi suficiente pois o Avaí precisava da vitória para ir a 45 pontos e torcer para dois dos seus concorrentes na luta contra o rebaixamento perdessem. As derrotas dos adversários até aconteceram - Vitória foi derrotado pelo Flamengo por 2 a 1 e o Coritiba perdeu da Chapecoense pelo mesmo placar -, mas o triunfo não veio e o time catarinense terminou na 18.ª colocação com 43 pontos, mesma pontuação do Coritiba, que também foi rebaixado. Assim como o Atlético Goianense, o Avaí não consegue se manter ao menos um ano na elite do futebol nacional e volta à Série B depois de ter conseguido o acesso no ano passado.

Para terminar na vice-liderança do Brasileirão e levar para casa R$ 11.373.030,00, valor correspondente à premiação dada pela CBF ao vice-campeão, o Santos precisava vencer o seu jogo e torcer por tropeços de Palmeiras e Grêmio. Eles vieram, com as derrotas dos adversários para Atlético Paranaense e Atlético Mineiro, respectivamente, mas o empate não ajudou e o time santista se despediu da competição na terceira posição, o que lhe rendeu R$ R$ 7.759.170,00 em premiação.

O Santos não fez um bom primeiro tempo na Vila Belmiro. Com dificuldades na armação, já que o argentino Emiliano Vecchio não estava em um bom dia, o time alvinegro chegou pouco ao gol do Avaí. Pouco criativo, uma das alternativas foram os chutes de fora da área. Victor Ferraz e Kayke tentaram, mas o goleiro Douglas estava atento e salvou o Avaí nas duas vezes.

O time catarinense também usou o mesmo recurso para tentar abrir o placar, mas viu a bola de João Paulo, chutada de muito longe, explodir no travessão. Quando o primeiro tempo parecia terminar sem gols, a marca de sucesso do time santista, o contra-ataque, foi mais uma vez letal. A jogada começou com Matheus Jesus, que arrancou em velocidade e deu bela enfiada para Copete. O colombiano aproveitou a saída estabanada de Douglas e tocou para o fundo das redes para abrir o placar aos 30 minutos.

Mas não deu nem tempo de comemorar. Um minuto depois, o Avaí chegou ao empate com Pedro Castro. Revelado pelo Santos e campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2014 com o time alvinegro santista, o volante fez valer a lei do ex ao acertar uma bomba no ângulo de Vanderlei.

O começo do segundo tempo foi semelhante ao início da etapa inicial: Santos pouco inspirado e com dificuldade para achar os espaços na defesa do time catarinense. Vecchio até melhorou e conseguiu encaixar alguns lançamentos, mas o ataque era pouco efetivo. Na melhor chance dos primeiros minutos da etapa final, Bruno Henrique, livre dentro da área, escorregou e jogou para a fora a oportunidade de voltar à frente do placar.

Com o jogo morno, o técnico interino Elano resolveu apostar na base santista. Trocou Vecchio pelo jovem Emerson Barbosa, de 19 anos, e mandou a campo a dupla de ataque Rodrygo e Yuri Alberto nas vagas de Kayke e Copete. O trio da base santista até deu mais velocidade e criou alternativas mas não falhou no último passe e não ajudou muito a equipe.

Nos minutos finais, como precisava da vitória para evitar o rebaixamento, o Avaí se lançou ao ataque e deixou a partida aberta, com o contra-ataque à disposição do Santos, que, no entanto, não aproveitou e precisou de Vanderlei para não sair derrotado de campo. O goleiro fez duas defesas nas jogadas de Luanzinho e Rômulo e foi decisivo no rebaixamento catarinense.

No final, a pressão do Avaí não deu resultado, o time foi rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro e o Santos se despediu em terceiro lugar.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 1 AVAÍ

SANTOS - Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Luiz Felipe e Jean Mota; Matheus Jesus, Renato e Emiliano Vecchio (Émerson Barbosa); Bruno Henrique, Copete (Rodrygo) e Kayke (Yuri Alberto). Técnico: Elano (interino).

AVAÍ - Douglas Friedrich; Maicon, Fagner Alemão, Betão e João Paulo; Wellington Simião, Pedro Castro e Marquinhos (Juan); Maurinho, Lourenço (Romulo) e Júnior Dutra (Luanzinho). Técnico: Claudinei Oliveira.

GOLS - Copete, aos 30, e Pedro Castro, aos 31 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Matheus Jesus e Émerson Barbosa (Santos) Wellington Simião (Avaí).

ÁRBITRO - Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa/RJ).

RENDA - R$ 122.215,00.

PÚBLICO - 7.539 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

COMENTÁRIOS dos leitores