Seleção de Tite tem time-base, mas há vagas para a Copa

Embora não diretamente, o técnico dá algumas pistas sobre vagas que ainda não têm dono

qua, 11/10/2017 - 07:41
Lucas Figueiredo/CBF O treinador não tem o reserva da lateral-direita e há um lugar não preenchido na zaga Lucas Figueiredo/CBF

A seleção brasileira encerrou nesta terça-feira (11), com a vitória por 3 a 0 sobre o Chile, a disputa das Eliminatórias, mas a corrida dos jogadores por um lugar na caravana que irá à Rússia continua. O técnico Tite já tem um time-base, mas tem reiterado que o grupo de 23 atletas não está fechado e, portanto, que "há vagas".

A convocação final para a Copa do Mundo será em maio do próximo ano e antes disso a equipe vai fazer quatro amistosos que servirão para preencher os lugares disponíveis.

Tite chamou 45 jogadores diferentes nos 12 jogos em que comandou a seleção nas Eliminatórias -- estreou na sétima rodada, na vitória por 3 a 0 sobre o Equador, em 1.º de setembro de 2015. A rigor, desde aquele jogo ele tem os titulares definidos. Dos que começaram aquela partida, apenas Willian perdeu o lugar. Foi preterido por Philippe Coutinho, que entrou no segundo tempo em Quito. Mas ainda não chegou a todos os 23 e garante estar de olho em todos os convocáveis.

"São mais de oito meses até a Copa. Está aberto. Tem mais de 35 atletas sendo monitorados, tem em torno de 50", disse o treinador em sua mais recente intervenção sobre o assunto.

Embora não diretamente, Tite dá algumas pistas sobre vagas que ainda não têm dono. No gol, com Alisson definido, Ederson está na frente pela condição de primeiro reserva e vários goleiros, entre Cássio e o ainda não testado Vanderlei brigam hoje pelo terceiro posto. O treinador também não tem o reserva da lateral-direita e há um lugar não preenchido na zaga.

Um volante com características mais defensivas e dois meias também permanecem indefinidos. Também pode ter duas vagas no ataque, embora Roberto Firmino agrade bastante ao treinador e por isso tem amplas possibilidades de ir à Rússia. Ainda assim, atacantes de área ainda têm chance, bem como bons jogadores que atuem pelos lados no setor ofensivo.

Um jogador que deverá ter oportunidade com Tite, desde que recupere o bom futebol, é Douglas Costa. O treinador gosta muito do atacante que está na Juventus, mas contusões e má fase o fizeram perder espaço. Porém, ainda tem chance.

Tite não vai abrir mão de manter a base da equipe, para não descaracterizá-la. Mas dará novas "oportunidades", como prefere dizer e isso já ocorrerá nos amistosos de novembro.

COMENTÁRIOS dos leitores