Perto da zona de rebaixamento, Sport perde mais uma

Fora de casa, o time pernambucano perdeu para o São Paulo e ficou em uma situação cada vez mais complicada na Série A. Goleiro Sidão brilhou e evitou o empate leonino

por Nathan Santos dom, 01/10/2017 - 18:09
NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Time leonino falhou na marcação e ainda foi lento na armação NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Diante do São Paulo, o Sport novamente registrou um resultado ruim no Campeonato Brasileiro da Série A. Fora de casa, na tarde deste domingo (1º), a equipe de Vanderlei Luxemburgo teve uma apresentação longe da ideal. Lento, sem inspiração e com falhas na marcação, o time leonino perdeu mais uma e agora completa nove rodadas sem vitória. No final do confronto, o goleiro tricolor brilhou e evitou o empate pernambucano; o resultado deixou o Leão como a primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

O jogo 

Empurrado pelo seu torcedor, o time do São Paulo demonstrou bastante raça nos minutos iniciais. Um simples corte para lateral e roubadas de bola arrancaram gritos de vibração da massa tricolor. O Sport, por sua vez, demonstrou lentidão no processo de transição entre os volantes, meias e o ataque.

A vontade demonstrada pelos jogadores do São Paulo, no entanto, não refletiu em um bom desenvolvimento técnico e tático. O time de Dorival também deve dificuldade para traçar boas jogadas entre os meias e o setor de ataque. Porém, aos dez minutos, o rápido Cueva teve boa investida, passando a bola para Lucas Fernandes. O meia passou da defesa leonina e bateu, mas o goleiro Magrão segurou firme o forte chute. 

Dez minutos depois, o Sport deu uma boa resposta. Mesmo lento em suas trocas de passes no ataque, o time de Vanderlei Luxemburgo conseguiu uma finalização, aos 20 minutos, cheia de perigo. O volante Anselmo dominou, conduziu e resolveu arriscar de longe. A bola beijou o travessão do goleiro Sidão, dando um susto na torcida do São Paulo. 

Passados os primeiros 25 minutos do jogo, o São Paulo diminuiu bastante a correria. O Leão começou a esboçar uma marcação mais adiantada, fazendo a defesa do Tricolor bater cabeça em alguns momentos. Mas em um vacilo da marcação rubro-negra, o time paulista por pouco não marcou: Lucas Pratto deixou Marcos Guilherme na cara do gol, mas o jogador bateu e goleiro Magrão evitou o gol aos 28 minutos. 

Minutos depois, entre trancos e barrancos, o São Paulo conseguiu balançar as redes de Magrão. Depois de um bate e rebate, além de falhas coletivas dos zagueiros do Sport, a bola sobrou livre na pequena área. Na sobra, Marcos Guilherme bateu forte e abriu o placar para o time paulista aos 35 minutos.

Segundo tempo

Pela desvantagem leonina no placar, era de se esperar um Sport mais agudo, em busca do empate. Mas nem mesmo a alteração de Vanderlei, que trocou Sander por Osvaldo, surtiu o efeito desejado. O time era lento nos minutos iniciais da segunda etapa, e praticamente não deu perigo para a meta tricolor.

O São Paulo tentava administrar o placar, mas não deixou de buscar o ataque, mesmo de maneira pouco organizada. Por outro lado, sobrou vontade entre os jogadores de Dorival. A cada jogada desarmada, um grito da torcida paulista. 

O time pernambucano só encaixou suas jogadas após os 20 minutos. Osvaldo, enfim, deu calor na defesa adversária. Várias bolas foram levantadas na área para o atacante André, no entanto, o ofensivo não conseguia concluir os lances em gol. Além disso, ficou ainda mais claro o problema da lentidão rubro-negra na criação das jogadas, bem como dos passes errados.

Para piorar ainda mais a situação do Sport, o São Paulo quase marcou aos 37 minutos. O atacante Lucas Pratto ganhou a jogada aos marcadores, invadiu a área pelo lado direito e tocou na medida. Shaylon, que entrou na segunda etapa, teve tudo para marcar, mas o paredão leonino se esticou e com o braço direito tirou a bola que ia no cantinho da barra.

No final da partida, em um lance disputado, a bola sobrou para o zagueiro Henríquez, que na hora do chute foi cortado pela defesa tricolor. Instantes depois, Thomás de cabeça quase marcou, mas Sidão fez uma bela defesa. O mesmo goleiro, segundos depois, repetiu o feito e evitou o gol de Rithely. Dessa forma, o Sport sofreu mais uma derrota.       

FICHA DE JOGO

Competição: Campeonato Brasileiro – Série A

Local: Estádio do Morumbi

São Paulo: Sidão, Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Petros e Hernanes; Cueva (Shaylon) e Lucas Fernandes (Marcinho); Marcos Guilherme (Jonatan Gomez) e Lucas Pratto. O técnico é Dorival Júnior.

Sport: Magrão, Prata, Ronaldo Alves, Henríquez e Sander (Osvaldo); Anselmo (Thomás) e Rithely; Wesley e Mena; Rogério (Thallyson) e André. O técnico é Vanderlei Luxemburgo.

Arbitragem: Anderson Daronco-RS

Assistentes: Rafael da Silva Alves-RS e Elio Nepomuceno de Andrade Junior-RS

Gols: Marcos Guilherme

Cartões amarelos: Sander; Rithely

COMENTÁRIOS dos leitores