Ricciardo 'voa baixo' e lidera 1º treino livre na Hungria

Tempo do australiano ficou muito próximo do recorde da pista de Hungaroring, que pertence até hoje ao brasileiro Rubens Barrichello

sex, 28/07/2017 - 08:50

Impulsionado por novas atualizações aerodinâmicas promovidas pela Red Bull em seu carro, o australiano Daniel Ricciardo liderou os primeiros treinos livres do GP da Hungria de Fórmula 1, nesta sexta-feira, no circuito de Hungaroring, em Budapeste, onde cravou o tempo de 1min18s486 para garantir com folga a primeira colocação.

Vencedor da corrida húngara em 2014, Ricciardo foi mais de dois décimos de segundo mais rápido do que o finlandês Kimi Raikkonen, segundo colocado pela Ferrari ao marcar 1min18s720 em sua melhor volta neste trabalho inicial de pista que visa a corrida de domingo, quando será disputada a 11ª etapa do Mundial, que entra na sua segunda metade de um total de 20 corridas até o final do ano.

Atual vice-líder do campeonato, apenas um ponto atrás de Sebastian Vettel, Lewis Hamilton foi o terceiro colocado desta primeira sessão livre ao cronometrar 1min18s858 com a sua Mercedes. Já o alemão da Ferrari foi apenas o sexto com a lenta marca de 1min19s563 na melhor das 21 voltas que deu na pista húngara.

Vettel também acabou sendo superado pelo holandês Max Verstappen, que foi outro a colocar carros da Mercedes e da Ferrari para trás ao conquistar a quarta posição com o tempo de 1min19s162. Ele ficou logo à frente do finlandês Valtteri Bottas, companheiro de equipe de Hamilton, quinto com 1min19s248.

Com o seu carro calçado por pneus supermacios, Ricciardo "voou baixo" nesta manhã na Hungria, pois o seu tempo ficou muito próximo do recorde da pista de Hungaroring, que pertence até hoje ao brasileiro Rubens Barrichello, que marcou 1min18s436 em 2004.

A marca de Ricciardo também evidencia como os carros estão mais rápidos em 2017 em relação ao ano passado, quando o alemão Nico Rosberg conquistou a pole para a corrida em Budapeste com um tempo bem inferior, de 1min19s965. Trazida para o cenário atual, o mesmo foi mais lento do que os dos primeiros seis colocados neste primeiro treino livre e também muito pouco melhor do que o obtido pelo espanhol Fernando Alonso, sétimo com a sua McLaren nesta sessão inicial, com 1min19s987.

Em péssima fase, a McLaren surpreendeu também com o belga Stoffel Vandoorne conquistando a oitava posição nesta manhã na Hungria ao andar muito próximo de seu companheiro de equipe, cronometrando 1min20s005.

E o Top 10 deste treino livre foi fechado por dois carros da Renault, sendo o primeiro deles guiado pelo alemão Nico Hülkenberg, nono colocado com 1min20s150, enquanto o inglês Jolyon Palmer foi o décimo com 1min20s461.

FELIPE MASSA - De volta ao palco onde viu o maior drama de sua carreira para mais uma corrida, o brasileiro Felipe Massa foi apenas o 11º colocado deste treino inicial em Budapeste ao cravar 1min20s540 na volta mais rápida com a sua Williams.

Em 2009, no mais grave acidente que já sofreu, Massa foi atingido em seu capacete por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello e, embora tenha sido salvo pelo equipamento de segurança, precisou ser levado a um hospital de helicóptero e chegou a ficar em estado de coma induzido, só voltando a competir de novo em 2010.

Companheiro de Massa na Williams, o canadense Lance Stroll foi o 15º colocado deste treino que contou também com as presenças do mexicano Alfonso Celis e do italiano Antonio Giovinazzi como novidades nos respectivos monopostos das equipes Force India e Haas. Piloto de desenvolvimento de sua equipe, Celis foi testado no lugar do titular Esteban Ocon e ficou em 17º lugar, enquanto Giovinazzi ocupou a vaga de Kevin Magnussen na Haas e terminou na 19ª e penúltima posição.

O segundo treino livre do GP da Hungria começa às 9 horas (de Brasília) desta sexta-feira. No mesmo horário será iniciado o treino de classificação para o grid neste sábado e a largada da corrida de domingo em Budapeste.

COMENTÁRIOS dos leitores