Rithely justifica comemorações e elogia diretoria do Sport

Volante relembrou comemoração de Pitbull no escudo rubro-negro. 'Fizeram na minha casa, eu não gostei e não aceito', disse em entrevista ao Esporte Interativo

por Nathan Santos qui, 04/05/2017 - 09:14
Chico Peixoto/LeiaJáImagens Rithely vibrou com a torcida do Sport Chico Peixoto/LeiaJáImagens

Um dos destaques do Sport, o volante Rithely extravasou em alegria após a classificação rubro-negra diante do Santa Cruz. Agora, o Leão marcará presença na final da Copa do Nordeste contra o Bahia, em busca do quarto título da competição. O atleta, além de comemorar dentro do Arruda, usou redes sociais para expor sua vibração pela classificação.

Em entrevista ao repórter Bruno Reis, do canal Esporte Interativo, Rithely justificou a comemoração e também detalhou o trabalho que vem sendo feito pela diretoria do Sport. De acordo com ele, a gestão do clube se organizou melhor do que os últimos anos para fechar contratações. De início, sobre a comemoração, ele argumentou que foi uma forma de responder à subida de Halef Pitbull no escudo rubro-negro, na primeira partida da semifinal do Nordestão, na Ilha do Retiro. "Fizeram na minha casa, eu não gostei e não aceito. Estou aqui há sete anos, sou torcedor, vivo isso aqui, estou o dia todo no clube. Eu amo isso aqui", argumentou.

No que diz respeito ao trabalho da diretoria, Rithely destacou que as contratações foram focadas em atletas de qualidade. Citou as chegadas de Leandro Pereira, André e Prata, além de compra do atacante Rogério, como exemplos de bons trabalhos dos diretores do Leão. 

"De todos os anos que estou aqui, este é o primeiro ano que vi uma diretoria trabalhar tão também. Os caras não foram no mercado contratando de dúzia. Escolheram jogadores específicos. O Sport está muito organizado, montando um time para ser campeão. Não foi aquela bagunça de anos anteriores. A mentalidade da diretoria mudou e isso está fazendo o Sport crescer. Não adianta ir no mercado e contratar seis, sete jogadores de uma vez. Na realidade, só um ou dois vão brilhar. E os cinco que vão ficar não vão dar nada", declarou o volante, ainda em entrevista ao Esporte Interativo.

Rithely foi expulso do clássico, após trombada com o meia Thomás que desencadeou discussões entre os atletas dos dois times. Como também levou o terceiro cartão amarelo, ele está fora das finais da Copa do Nordeste contra o Bahia. Por outro lado, o volante está à disposição do técnico Ney Franco para a primeira decisão do Campeonato Pernambucano, no próximo domingo (7), na Ilha do Retiro.

LeiaJá também

--> Eutrópio conta bastidores da eliminação: 'Muita tristeza'

--> Para Ney, comemoração no escudo só prejudicou o Santa 

COMENTÁRIOS dos leitores