Vasco aposta na estreia de Luis Fabiano para sair da crise

Não são poucas as decepções que o Vasco carrega para sua estreia na Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca

dom, 12/03/2017 - 09:05

Time apático, atuações ruins, eliminação para o Flamengo na Taça Guanabara, classificação sofrida diante do modesto Vila Nova-GO e um empate frustrante contra o Vitória pela Copa do Brasil. Não são poucas as decepções que o Vasco carrega para sua estreia na Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca, contra o Macaé, neste domingo (12), no Engenhão, às 16 horas. E todas as fichas do time estão agora concentradas em uma única figura: Luis Fabiano.

Na sexta-feira, o atacante não só confirmou que estreará contra o Macaé, como convocou a torcida para lotar o Engenhão, em um gesto que pode ser visto como uma tentativa de amenizar a pressão sobre Cristóvão Borges. Durante o empate por 1 a 1 contra o Vitória, em São Januário, o treinador foi ostensivamente vaiado pela torcida. E a estreia de Luis Fabiano, além de tranquilizar Cristóvão, pode ser realmente histórica. O ex-jogador da seleção brasileira tem 399 gols na carreira e, assim, se marcar, chegará aos 400 contra o Macaé.

"Sei de toda a minha responsabilidade, de toda importância dentro do elenco. As coisas não vão acontecer jogando sozinho. Todo mundo tem que se ajudar. O time hoje precisa de todo mundo", comentou o atacante, que não atua desde outubro, quando defendia o Tianjin Quanjian, da China. "Independente da idade, da experiência, sempre existe a expectativa. Sempre tem a ansiedade de entrar em campo. É um clube novo, um recomeço na carreira. A ansiedade e a expectativa existem por tudo que foi criado, a chegada, a recepção."

Com a estreia de Luis Fabiano, é provável que Thalles perca a posição de titular. O restante do time, contudo, ainda mais pela situação delicada de Cristóvão, deve ser mantido.

Já o técnico Toninho Andrade, apesar da campanha ruim no primeiro turno, quando o Macaé não somou nenhum ponto em cinco jogos, antecipou que não deve mexer na sua equipe. "Provavelmente, não vou mudar a equipe, vamos jogar no mesmo esquema. Quero dar sequência ao time. Esses são os jogadores que nós temos e confio neles. Trabalhamos bastante a parte física nesse período de recesso. O time pode ser o mesmo, mas a atitude será diferente", prometeu.

COMENTÁRIOS dos leitores