STF concede liminar de liberdade ao goleiro Bruno

Ex-atleta de Corinthians e Flamengo deixará local onde cumpre pena já nesta sexta-feira (24) e responderá processo em liberdade

por Rodrigo Malveira sex, 24/02/2017 - 09:47
Divulgação/Flamengo Bruno estava preso desde 2010 pelo assassinato de Eliza Samudio Divulgação/Flamengo

Preso desde 2010, o goleiro Bruno deixará a prisão nesta sexta-feira (24). Condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, o ex-atleta recebeu o habeas corpus do ministro do Superior Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello. Atualmente cumprindo pena na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), em Minas Gerais, ele vinha realizando trabalhos voluntários dentro do local.

Ao jornal Estado de Minas, o advogado do goleiro disse já estar na Apac aguardando pela liberação de Bruno. “O alvará foi emitido na noite de ontem (23) e já está na Vara de Execuções Penais de Santa Luzia”, disse à publicação mineira.

Inicialmente condenado a 22 anos e três meses de detenção, Bruno poderá a partir de agora responder ao processo em liberdade. O recurso de habeas corpus do ex-atleta já estava há três anos aguardando apreciação do STF. O documento, contudo, é válido apenas se o jogador com passagens por Corinthians e Flamengo não estiver preso por outros crimes que não tenham relação com  o assassinato de Eliza Samudio.

Antes de cumprir pena na Apac, Bruno também passou pela penitenciária Nelson Hungria, em contagem, no Rio de Janeiro, local que deixou em 2015. 

COMENTÁRIOS dos leitores