Em noite de arbitragem trágica, Sport vence e vai à final

Nesta Rubro-negros venceram o confronto por 2x1 no estádio do Arruda

por Clauber Santana qui, 20/03/2014 - 00:29

Qualquer análise sobre o terceiro Clássico das Multidões da temporada focará mais na arbitragem do que na partida propriamente dita. Nesta quarta (20), na vitória do Sport por 2x1 sobre o Santa Cruz, no Arruda, pelo segundo jogo da semifinal da Copa do Nordeste, Sandro Meira Ricci foi o protagonista: expulsou Everton Sena e Leandro Souza ainda no primeiro tempo, Felipe Azevedo na etapa complementar e marcou um pênalti - desperdiçado - sobre o atacante Neto Baiano. Mas as falhas não apagam a classificação do Leão à final da competição.



Polêmicas à parte, a classificação rubro-negra foi concretizada com gols de Rithely e Patric. Enquanto Léo Gamalho marcou o único tento tricolor. No placar agregado, 4x1 para o Leão e a classificação terminou sendo justa por tudo o que foi apresentado nos duelos. Principalmente no 11 contra 11, onde o Tricolor tinha a posse de bola, mas sucumbiu à eficiente marcação leonina.



Após 13 anos, o Sport volta a disputar a final da Copa do Nordeste. Desta vez, contra o Ceará. O primeiro duelo acontece no dia 2 de abril, na Ilha do Retiro, e o campeão será conhecido na semana seguinte, no dia 9, no Castelão. Antes, o Leão terá o Porto, sábado, às 19h30, na Ilha do Retiro.



Ricci, expulsões, pênalti e gol de Rithely

Emoção, lances perigosos e gols, tudo isso ficou em segundo plano na etapa inicial do clássico. O roteiro dos primeiros 45 minutos foi de polêmica e de questionamentos ao árbitro Sandro Meira Ricci. Logo aos 18 minutos, Everton Sena foi expulso após acertar Danilo no rosto em uma frustrada bicicleta. Vermelho direto, mesmo sob protesto coral. Com um a menos, Vica recompôs a defesa com Leandro Souza no lugar de Raul.



Não demorou a Ricci voltar a ficar no olho do furacão ao marcar um pênalti de Leandro Souza em Felipe Azevedo. Na cobrança, Neto Baiano desperdiçou acertando a trave e deu um pouco de alegria nos revoltados tricolores. Contudo, aos 40 minutos, Leandro Souza foi expulso ao cometer falta de ataque em Durval. Segundo amarelo aplicado e o zagueiro foi mais cedo para os vestiários. Os torcedores do Tricolor reclamaram muito e começaram a deixar o campo.



O futebol, em si, só voltou à tona aos 44 minutos no gol de Rithely. Renê cruzou na medida e o volante, voltando ao time, mandou para o fundo das redes: 1x0. Festa entre os rubro-negros, aplausos irônicos dos tricolores e o fim de um primeiro tempo polêmico.



Dois gols e outra expulsão

Com Memo na vaga de Flávio Caça-Rato na volta do intervalo, o técnico Vica pensou em evitar uma goleada por estar com dois a menos. Porém, seu time empatou no primeiro minuto da etapa complementar. Patric errou e a bola sobrou para Léo Gamalho arrematar forte para deixar o marcador em 1x1. A torcida até comemorou, mas logo voltou a xingar o árbitro e pedindo para “expulsa mais um”.



A inimaginável reação coral ficou nisso porque o Sport voltou a ficar na frente aos dez minutos. Patric recebeu na entrada da área e chutou forte. A bola desviou na defesa e enganou o goleiro Tiago Cardoso. Assim, já pensando na final, Eduardo Baptista sacou os pendurados Neto Baiano e Patric colocando Joellinton e Bileu. O treinador não perdeu esses suspensos, mas terá Felipe Azevedo como desfalque no primeiro duelo da final. O atacante foi expulso aos 40 minutos quando nada mais acontecia na partida.



Ficha do jogo



Santa Cruz 1

Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Nininho; Sandro Manoel, Luciano Sorriso, Carlos Alberto (Pingo) e Raul (Leandro Souza); Flávio Caça-Rato (Memo) e Léo

Gamalho. Técnico: Vica



Sport 2

Magrão; Patric (Bileu), Ferron, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Aílton, Danilo e Felipe Azevedo; Neto Baiano (Joellinton). Técnico: Eduardo Baptista



Local: Estádio do Arruda

Árbitro: Sandro Meira Ricci (PE)

Assistentes: Albino Albert Júnior e Ricardo Chianca (Ambos de PE)

Gols: Rithely (44 do 1ºT); Léo Gamalho (1 do 2ºT) e Patric (10 do 2ºT)

Cartões amarelos: Leandro Souza (Santa Cruz); Danilo e Rodrigo Mancha (Sport)

Cartão vermelho: Everton Sena e Leandro Souza (Santa Cruz); Felipe Azevedo (Sport)

Público: 15.501

COMENTÁRIOS dos leitores