Tribunal pune Berillo com suspensão de 120 dias

Com a suspensão, o presidente alvirrubro está impedido de concorrer à reeleição

sex, 18/11/2011 - 06:44

Os bastidores do Náutico continuam pegando fogo. Desta vez surgiu uma noticia pode mudar o rumo das eleições para presidente do clube, que acontece no dia 15 de dezembro. O presidente Berillo Júnior foi punido pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) pelo “Caso Eduardo Ramos” e está suspenso por 120 dias, por isso não poderá ser candidato a reeleição. Vale a pena destacar que o mandatário alvirrubro ainda não confirmou que vai disputar as eleições.

Na época Berillo afirmou que o Sport tentou subornar o meia Eduardo Ramos durante o Campeonato Pernambucano deste ano. O mandatário alvirrubro afirmou que iria apresentar provas, como as famosas 200 horas de gravação comprovando a tentativa dos dirigentes rubro-negros em comprar o jogador.

De acordo com o presidente do TJD, Etério Galvão as provas não foram suficientes e com uma votação de 7x2 o dirigente acabou sendo punido. ”Ele está suspenso do futebol por 120 dias. Se cumprirmos o código com todo o rigor, ele não poderia nem entrar em estádios de futebol durante esse período. Ele não poderá participar a eleição para presidente do Náutico”, afirmou Etério Galvão. 

Berillo Júnior não compareceu ao julgamento, pois estava a caminho de Varginha com o elenco alvirrubro, já que o time encara o Boa Esporte neste sábado (19/11) . Mas disse que vai pedir a nulidade do julgamento porque não foi intimado e só ficou sabendo através da imprensa.

COMENTÁRIOS dos leitores