Janeiro de Grandes Espetáculos estreia nesta terça (8)

Com cerca de 100 atrações e 20 estreias, festival acontece até 14 de fevereiro

por Paula Brasileiro ter, 08/01/2019 - 09:00
Divulgação A prorgramação do festival segue até o dai 14 de fevereiro Divulgação

Esta terça (8) marca a estreia da 25ª edição do Janeiro de Grandes Espetáculos. O festival, este ano, conta com mais de 100 atrações e 20 estreias, entre produções nacionais e locais, numa programação que ocupa os palcos recifenses até o dia 14 de fevereiro.

Em 2019, o festival foi marcado por uma polêmica envolvendo a peça O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, encenado pela atriz trans, Renata Carvalho. A exemplo do que aconteceu no Festival de Inverno de Garanhuns, no ano anterior, o espetáculo foi retirado da grade do evento, segundo a organização, "por questões que extrapolam os critérios artísticos". Em solidariedade, a montagem Altíssimo, do grupo TREMA, foi retirada do festival por seus produtores.

Abrindo o Janeiro de Grandes Espetáculos, nesta terça (8), o Teatro de Santa Isabel recebe o Acerto Lírico, um show que passeia pela obra lírica do compositor Getúlio Cavalcanti. Confira outros destaques desta primeira semana no festival.

Quarta (9) | 20h30

Hollywood

A Companhia Teatro Epigenia, do Rio de Janeiro, apresenta sua terceira peça da premiada trilogia sobre as obras de David Mamet. No Teatro de Santa Isabel.

Quinta (10) | 20h30

Navalha na Carne - Uma Homenagem a Tônia Carrero

O espetáculo carioca rende homenagens a atriz brasileira Tônia Carrero. A peça é idealizada e protagonizada pela neta de Tônia, Luisa Thiré. No Teatro Barreto Júnior.

Quinta (10) | 19h e 21h

Meia-Noite

O espetáculo explora a capoeira como elemento criador e motivador a partir das histórias e da figura do Mestre Meia-Noite. No Teatro Marco Camarotti.

Sexta (11) | 21h

Palavra de Mulher

As atrizes Lucinha Lins, Virgínia Rosa e Tânia Alves revisitam o universo feminino a partir das canções de CHico Buarque. No Teatro de Santa Isabel.

Sexta (11) | 18h

Comverso - Solo do poeta Antonio Marinho

Mesclando elementos tradicionais da cantoria de repente com estilos e temas da contemporaneidade, Antonio Marinho apresenta sua visão de mundo. No Teatro Arraial Ariano Suassuna.

Sábado (12) | 20h

Em cada encruzilhada uma história dada

Com fortes referências da cultura e religião de matriz africana, a montagem traz diversas histórias que se passam numa encruzilhada de variados tempos. No Espaço O Poste Soluções Luminosas.

Sábado (12) | 20h30

Geni

A peça se desenrola em Paraíso, uma cidade pequena com pessoas corruptas, prostitutas e Geni. No Teatro Luiz Mendonça.

Domingo (13) | 16h

Estelita, entre fadas e outros bichos

Estelita é uma formiga que sonha em viver inúmeras histórias. Ela se transforma em abelha, chuva, rio e em muitas outras coisas para vivenciar seus desejos e sonhos. No Teatro Marco Camarotti.

 

COMENTÁRIOS dos leitores