Acervo de Dalcídio Jurandir será catalogado em 2019

Biblioteca do escritor e jornalista paraense, que está sob tutela do Fórum Landi, passará por análise do corpo acadêmico da Universidade Federal do Pará (UFPA) e UNAMA - Universidade da Amazônia

seg, 10/12/2018 - 18:13

A professora Betânia Fidalgo, reitora da UNAMA - Universidade da Amazônia, assinou na tarde de quinta-feira (6), na biblioteca central da UNAMA, em Belém, a parceria com o Fórum Landi, representado pelo professor Flávio Nassar, da Universidade Federal do Pará (UFPA), para colaboração de acadêmicos das duas instituições na organização do  acervo do escritor Dalcídio Jurandir, que estava no Rio de Janeiro voltou para o estado do Pará neste primeiro semestre de 2018. Participaram da cerimônia o professor Paulo Nunes, da UNAMA, um dos principais responsáveis pelo traslado do material, e o professor Jesus Dias, diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA.

Na cerimônia, a reitora Betânia Fidalgo destacou a importância da obra de Dalcídio. “Eu não vou jamais me atrever a falar sobre Dalcídio Jurandir, mas o que ele representa para todos nós, do Norte, é compreender como que alguém que não vem das elites e não nasceu em berço de ouro, como o paraense costuma falar, pode ter contribuído tanto para a história da sua própria região, do seu próprio povo e ter deixado tanto por meio da arte”, disse. “Tenho certeza que esse vai ser o início de uma parceria muito grande. Sei que o professor Edgar, que está assumindo essa jornada na coordenação, vai conseguir fazer essa articulação, inclusive com a graduação e extensão. E agradecer ao professor Jesus por esse trabalho com a arquitetura, coordenação e conselho de arquitetura da Universidade Federal do Pará”, asseverou a reitora. Em seguida, uma das orientandas do professor Pauo Nunes leu texto de Dalcídio Jurandir. 

O professor Edgar Chagas enfatizou a necessidade de ter o acervo em Belém, pela demanda das pesquisas dos acadêmicos que necessitavam deslocar-se para fora do Estado para acessar o conjunto de obras, cartas entre outros itens. “De repente, eu estou com o caderno na mão, sem luvas, sem nada, sem nenhum tipo de cuidado, quando eu abro as primeiras páginas o Dalcídio Jurandir está descrevendo o boi- bumbá. Eu fiquei ao mesmo tempo feliz, emocionado e extremamente preocupado. Poxa, mas como é que esse material está assim desse jeito”, relatou Edgar Chagas.

De acordo com a estudante de mestrado Alcione Nascimento, que estuda sobre a academia do peixe-frito, grupo de escritores paraenses da década de 1940, a produção de pesquisa ficará muito mais barata e acessível para todos quando o acervo for disponibilizado para o público em geral. “Antes para passarmos em um projeto de pesquisa, sempre tinha essa pergunta: como é que você vai fazer se o acervo não está aqui?”, relembrou a mestranda.

A reitora Betânia Fidalgo comentou que a recuperação desse acervo e volta para Belém é um ganho substancial para toda a sociedade. E que é uma grande satisfação participar da assinatura dessa parceria. “Fazer com que essa parceria possa se realizar e que os nossos alunos e  professores possam utilizar esse acervo para enaltecer mais ainda as suas pesquisas  e desenvolver um maior conhecimento sobre Dalcídio Jurandir é uma satisfação muito grande. Como dirigente da UNAMA, eu me sinto muito feliz em poder participar dessa assinatura desse termo porque acho que é de uma importância histórica”, avaliou a professora. 

O professor Jesus Dias frisou a importância da parceria das duas reconhecidas universidade. “Sem dúvida nenhuma, é uma parceria em prol de toda a sociedade, porque a UNAMA tem um papel de universidade particular, mas com uma abrangência como se fosse pública, em todo o Estado. Além da formação de muitas pessoas, pesquisadores e profissionais que não estão só no Estado do Pará e que ganharam o mundo. Uma parceria das duas, por meio do Fórum Landi, que está representando a Universidade Federal do Pará, celebra esse momento disponibilizando esse acervo que todos precisam conhecer”, afirmou o diretor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.

O período de inscrições para participar do projeto começa após o recesso de final de ano. Os interessados em participar desse processo irão necessitar de capacitação e acompanhamento para realizar a catalogação.

Por Wesley Lima.

 

 

COMENTÁRIOS dos leitores