Parque oferece experiência de tortura física e psicológica

‘McKamey Manor’ é uma espécie de casa assombrada que promove um ‘tour’ que testa os limites dos visitantes

por Paula Brasileiro qua, 10/10/2018 - 18:29
Reprodução/Facebook Os passeios são filmados e postados no YouTube Reprodução/Facebook

Em San Diego, nos Estados Unidos, um parque temático promove um passeio de até oito horas seguidas de torturas psicológica e física. Criado em 2000 pelo militar veterano Russ McKamey, o McKamey Manor oferece experiências aterrorizantes para os visitantes, com entrada gratuita, e conta com uma lista de espera de mais de 20 mil pessoas.

A ideia de Russ é criar uma verdadeira trama de filme de terror para quem visitar seu parque. Situado em sua propriedade, o lugar é uma casa assombrada para pessoas que aceitam passar por situações de tortura como afogamentos, exposição a animais como aranhas, ratos e cobras, e banhos de sangue, entre outras coisas, durante oito horas. São permitidos apenas quatro visitantes por semana, dois por vez, a cada sexta e sábado.

Mas, antes de entrar no 'parque', é necessário que o visitante comprove ter boas condições físicas e mentais, mediante laudo médico, além de assinar um termo que impede processos por traumas psicológicos e comprovar não ter usado drogas. Desde sua abertura, nenhum participante aguentou chegar ao final do 'passeio'. O recorde de permanência no lugar é de uma mulher chamada Sarah, que em 2014 aguentou a tour pela casa durante seis horas.

O passeio em McKamey Manor é gratuito mas os interessados em fazer a ‘tour da tortura’ podem fazer doações para um abrigo de cães local. As 'tours' dos participantes são filmadas e publicadas em um canal do YouTube que conta com mais de 30 milhões de visualizações. O proprietário, Russ McKamey, garante que todos estão seguros durante o passeio apesar de algumas dinâmicas parecerem tão extremas. Porém, em 2009, um visitante acabou sofrendo um ataque cardíaco no parque.

COMENTÁRIOS dos leitores