Oficina de culinária foi destaque em Semana do Japão

Na Associação Pan-Amazônica Nipo-Brasileira (APANB), em Belém, visitantes aprenderam sobre a cultura e as tradicionais comidas japonesas

seg, 17/09/2018 - 17:59

Em comemoração aos 110 anos da imigração japonesa no Brasil, a Associação Pan-Amazônica Nipo-Brasileira (APANB) celebrou, de 10 a 15 de setembro, a "31ª Semana do Japão", com diversas oficinas apresentações culturais, exposições e vendas de produtos e de comidas típicas japonesas. O evento foi na sede da Associação, localizada na travessa 14 de Abril, em Belém.

A culinária japonesa foi uma das oficinas, nos dias 11 e 12. Os admiradores da comida oriental tiveram a oportunidade de aprender sobre alguns pratos tradicionais e experimentar iguarias. "Eu gosto muito da cultura japonesa. Já trabalho há oito anos com sushi. Eu quero me especializar. Então isso que fez euvir para a oficina. Vou me aperfeiçoar para mais lá na frente eumontar meu próprio negócio’’, declarou Micicley Santos, que trabalha como sushiman.

Entre os pratos apresentados estão karê e yakissoba, que foram feitos por cozinheiras japonesas. O karê é um alimento de origem indiana e adaptado e difundido no Japão. Tornou-se um dos pratos mais apreciados no país com o passar do tempo. O prato consiste em um ensopado feito com carnes e legumes, como cenoura, batatas e outros, temperado com curry e servido com arroz branco.

Os visitantes puderam aprender também sobre a tradicional yakissoba, que tem suas diferenças em relaão ao prato feito no Brasil. "A tradicional não tem muito sabor, as do Brasil tu sentes mais o sabor da carne, do macarrão e dos legumes’’, contou Micicley.

Gustavo Yuri, aluno da Língua Japonesa, participou para ganhar novas experiências nas oficinas. "Eu não sei cozinhar, eu queria aprender, e queria novas experiências. Aprender com tudo nesses eventos, não só nessa oficina de culinária, mas nas oficinas de dança, desenho e origami. Eu queria entrar em cada uma delas e tirar uma experiência disso’’, contou.

A culinária japonesa foi declarada Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), em 2012.

 Por Amanda Lima.

 

 

 

COMENTÁRIOS dos leitores