Justiça suspende emblemático concurso Miss Venezuela

O evento estava previsto para 12 de setembro

dom, 19/08/2018 - 11:57
STR Sthefany Gutiérrez (centro), eleita Miss Venezuela 2017, posa junto das finalistas Veruska Ljubisavljevic (dir.) e Mariem Velazco, durante concurso de beleza em 9 de novembro de 2017, em Caracas STR

O icônico concurso de beleza Miss Venezuela foi suspenso por decisão da Justiça, após uma ação apresentada por uma das rainhas coroadas no ano passado - informou a organização do evento.

Um tribunal da cidade de Caracas dictou "uma medida cautelar" que "ordena à nossa empresa a suspensão imediata da organização da competição", acrescentaram os organizadores em um comunicado divulgado pelas redes sociais.

O evento estava previsto para 12 de setembro.

A decisão contra aquele que é considerado o maior espetáculo da indústria do entretenimento na Venezuela respondeu a uma demanda de Veruska Ljubisavljevic.

Sthefany Gutiérrez foi eleita Miss Venezuela em 2017 e, com isso, ganhou o direito de participar do Miss Universo 2018, que acontece em 17 de dezembro na Tailândia.

Ljubisavljevic terminou como primeira finalista e, por isso, disputaria o Miss Mundo 2018, nove dias antes, na China.

Ela foi, porém, demitida da organização do concurso, que não divulgou as razões para a medida. Veruska entrou, então, com um recurso na Justiça.

A organização Miss Venezuela classificou a ação de "temerária e infundada", garantindo que usará todos os "argumentos" para que o caso seja arquivado. A data do concurso deverá ser reprogramada.

"Estou na obrigação de fazer valer meus direitos como cidadã, como mulher e como venezuelana, exigindo que me seja restituído meu total e absoluto direito de representar meu país", disse Ljubisavljevic em publicação no Instagram.

A Venezuela tem sido uma fábrica de rainhas de beleza nos concursos internacionais. Já ganhou sete vezes o Miss Universo, e seis, o Miss Mundo.

COMENTÁRIOS dos leitores