Final de Festival Eurovisão acontece hoje em Lisboa

Artistas de 26 países tentarão vencer o importante evento transnacional europeu

sab, 12/05/2018 - 12:48
FRANCISCO LEONG A cantora Eleni Foureira durante performance de sua música FRANCISCO LEONG

Cantores de 26 países tentarão conquistar milhões de telespectadores para ganhar a 63ª edição do Festival Eurovisão da Canção neste sábado (12), em Lisboa, apresentando uma variedade de gêneros musicais e performances impressionantes que incluem o cantor Caetano Veloso.

"O que me impactou neste ano é a diversidade de propostas. Temos uma grande variedade de estilos que representam em grande medida a cena musical europeia", disse à AFP o presidente do fã clube britânico, Alasdair Rendall.

Uma das atuações esperadas no show que começa às 17h (horário de Brasília) é a do irlandês Ryan O'Shaughnessy, que será acompanhado de uma coreografia romântica entre dois homens, o que lhe custou a censura da China durante a retransmissão da primeira semifinal.

"Neste ano, existe um suspense autêntico, com muitos ganhadores possíveis", disse Blair Thorpe, professor britânico de 43 anos que viajou para Portugal para ver a final.

- Duelo de divas -

Em resposta, a União Europeia de Radiotelevisão (UER), que organiza a Eurovisão, rompeu o contrato com o portal chinês MangoTV - que também borrou a bandeira arco-íris dos defensores dos direitos dos homossexuais - para que não transmitissem a segunda semifinal, nem a final.

Segundo os prognósticos das casas de apostas, a representante do Chipre, a cantora grega de origem albanesa Eleni Foureira, poderia ficar em primeiro lugar com sua canção "Fuego", com ritmo pop sensual que a levou a ser comparada com Shakira e Beyoncé.

A cantora israelense Netta Barzilai, grande favorita durante as semanas anteriores às semifinais, seguia em segundo lugar nas classificações das casas de apostas com sua música que defende a emancipação feminina "Toy".

"É uma canção que envia uma mensagem, mas sendo divertida ao mesmo tempo", disse à AFP Lorenzo Formento, um fã italiano de 40 anos que veio da Espanha, onde mora, para assistir ao show.

- Mais 'teatral' -

O ganhador será eleito, entre os 26 finalistas, pelos votos de um júri profissional e dos telespectadores dos 43 países participantes - responsáveis pela metade da pontuação final que cada artista conquista.

Outro momento alto da noite será protagonizado por Salvador Sobral e um de seus ídolos, Caetano Veloso, que cantarão juntos na primeira apresentação do artista português após um transplante de coração no começo de dezembro.

Com um orçamento de 20 milhões de euros, o mais baixo da última década, a televisão pública portuguesa RTP desenhou um espetáculo mais "teatral", limitando o uso de projeções de vídeo e novas tecnologias.

O objetivo era honrar a ideia lançada há um ano por Salvador Sobral: "A música não são fogos de artifício, mas sentimentos".

COMENTÁRIOS dos leitores