Chargista emblemático do 'El País' morre aos 76 anos

Sua obra marcou tanto a sociedade espanhola que vocábulos criados por ele, como "bocata" ou "muslamen", foram incluídos no dicionário da Real Academia Espanhola

qui, 22/02/2018 - 16:26
Dominique Faget Forges trabalhava há 23 anos para o El País, retratando diariamente com suas charges a política e a sociedade espanholas Dominique Faget

O humorista Antonio Fragua de Pablo, chargista do jornal espanhol "El País", conhecido como Forges, morreu nesta quinta-feira, aos 76 anos.

Forges trabalhava há 23 anos para o El País, retratando diariamente com suas charges a política e a sociedade espanholas.

O primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy enviou pêsames à família do desenhista iconoclasta, uma "referência na imprensa espanhola".

"Forges se parecia com suas brincadeiras. Antes de tudo, a ternura. O engenho. Forges não podia ofender", declarou seu grande amigo e desenhista José María Pérez "Peridis" à rádio Cadena Ser.

Durante sua longa trajetória "expressou com ternura e ironia a evolução de uma sociedade que passou do desenvolvimento franquista de seus primeiros desenhos ao mundo hipertecnológico de hoje", resumiu o jornal El País.

De acordo com a Cadena Ser, Forges tinha câncer de pâncreas.

Sua obra marcou tanto a sociedade espanhola que vocábulos criados por ele, como "bocata" ou "muslamen", foram incluídos no dicionário da Real Academia Espanhola.

Nascido em Madri em 17 de janeiro de 1942, Forges começou a trabalhar no jornal Pueblo em 1964, antes de colaborar com várias revistas satíricas.

COMENTÁRIOS dos leitores