Acusado de assédio, Jeffrey Tambor deixa série Transparent

'Dada atmosfera politizada que parece ter atingido nosso set, eu não sei como posso voltar', disse o ator protagonista da série

por Ana Tereza Moraes seg, 20/11/2017 - 09:07
Reprodução/Amazon O ator interpreta uma transexual na série Reprodução/Amazon

Após entrar para a extensa lista de nomes denunciados por assédio em Hollywood, Jeffrey Tambor anunciou que está deixando a série ‘Transparent’. “Eu já deixei claro meu arrependimento profundo se qualquer ação minha foi mal interpretada por alguém como sendo agressiva, mas a ideia de que eu iria deliberadamente molestar alguém é completamente falsa”, afirmou o ator, completando com a notícia da sua saída: “Dada atmosfera politizada que parece ter atingido nosso set, eu não sei como posso voltar a ‘Transparent’”.

As acusações partiram de duas mulheres ligadas à produção. Segundo o Deadline, Van Barnes, assistente do ator, relatou o comportamento inadequado do ator em uma postagem em sua conta privada do Facebook essa semana. Já a atriz Trace Lysette, que fez uma participação especial em alguns episódios, também o acusou de assédio.

A série da Amazon conta a história de uma família que vê tudo mudar quando descobre que o seu patriarca, vivido por Tambor, é transexual. Segundo o artista, de  73 anos, “interpretar Maura Pfefferman em 'Transparent' foi um dos maiores privilégios e experiências criativas da minha vida”. O estúdio agora investiga as acusações que pesam contra o protagonista, que, por sua vez, nega as acusações de maneira enfática: “Rejeito e nego de forma inflexível e veementemente qualquer e todas as implicações e alegações de que eu alguma vez tenha cometido qualquer ato impróprio em relação a esta pessoa ou qualquer outra pessoa com quem já trabalhei".

LeiaJá também

--> Após acusações de assédio, Netflix rompe com Kevin Spacey

--> Segurança acusa Mariah Carey de assédio sexual

--> #MeToo: centenas marcham em Hollywood contra abuso sexual

--> Ellen Page acusa diretor de X-Men 3 de homofobia e assédio

COMENTÁRIOS dos leitores