Cultura nerd invade o mundo do Rap com animes e filmes

Youtubers fazem sucesso e conquistam uma legião de fãs com músicas baseadas no universo geek

por Paula Brasileiro sex, 17/11/2017 - 18:09
Reprodução/Facebook Felícia Rock, 7 Minutoz e Tauz acumulam, juntos, milhões de seguidores Reprodução/Facebook

Drogas, violência urbana, desigualdade social e realidade das ruas. Esses temas dão lugar às batalhas entre personagens, sagas de heróis e cenas de filmes no rap geek. O segmento tem crescido entre os adeptos da cultura nerd e congregado milhões destes no YouTube. Os astros desta música são youtubers que compõem e cantam raps sobre este universo.

No Brasil, os números são expressivos. Um dos maiores expoentes do rap geek em solo nacional é Player Tauz. Seu canal, iniciado em 2014, conta com mais de seis milhões de inscritos e o seu vídeo mais visto, sobre o filme Assasin's Creed, tem mais de sete milhões de visualizações. Outro que acumula seguidores é o 7 Minutoz. Desde 2012, o canal comandado por Lucas ART e Gabriel Rodrigues vem publicando raps sobre animes e já contabiliza quase quatro milhões de inscritos e mais de 600 milhões de visualizações. Os youtubers rappers compõem suas próprias músicas e vídeos - com cenas dos desenhos em questão - e formam um verdadeiro movimento criando parcerias entre si.



Foi assim que a recifense Felícia Rock adotou o estilo para sua carreira. Youtuber desde 2011, a cantora publicava alguns vídeos quando começou a ser chamada para fazer participações com outros youtubers. Há cerca de um ano ela se voltou totalmente para o rap geek e tem acumulado seguidores: "Eu fiquei bem surpresa porque o conteúdo teve uma boa aceitação das pessoas. O público me acolheu, foi ótimo".

Ela se diz influenciada pelo Tauz e 7 Minutoz, citados no início desta matéria. Com estes últimos, ela, inclusive, já fez parcerias. Ela resume como funciona este universo: "Grande parte das pessoas se conhece, a gente faz muita parceria. O rap geek é muito isso, uma coisa bem unida".  



Felícia publica um vídeo por semana. É ela quem compõe suas músicas, apenas as bases são prontas: "Tem canais que são especializados em fazer esses instrumentais. A gente pega e tem que pensar a música em cima". Ela explica que seu estilo é mais melódico, misturado ao rap: "Tem que montar tudo isso na cabeça, pra encaixar a letra, é um trabalho bem delicado". Já a edição dos vídeos é terceirizada e a youtuber conta com um apoio externo para esta parte da produção.

Além dos raps geeks, ela também canta temas de animes e alguns covers, além disso, também promove lives o seu canal para bater um papo mais próximo com os seguidores. Os fãs, chamados de 'rockers', também pedem os temas que gostariam de ouvir na voz da cantora: "Nem sempre dá pra atender a todos. Mas a maioria dos pedidos é de conteúdo de Naruto e Saint Seya."

Trabalho

Embed:

Todo este trabalho é conciliado com a faculdade de Psicologia que Felícia (na verdade, Yasmin Sena), cursa. Além da manutenção do canal no Youtube e de outras redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram e Whatsapp), ela faz apresentações em eventos. E não para por aí, a jovem pretende se dedicar cada vez mais nesta carreira e já vislumbra outras metas: "O plano é chegar aos 100 mil inscritos e continuar fazendo shows em outros estados, conhecer o pessoal que curte o meu canal, que é do Brasil inteiro."

COMENTÁRIOS dos leitores