Xuxa traz mensagem de sonhos e igualdade em show no Recife

O tradicional incentivo de acreditar nos sonhos, também marca registrada da artista, não faltou no espetáculo 'Xuchá'

por Naiane Nascimento dom, 08/10/2017 - 02:57

Cores, diferenciados figurinos e animação foram alguns dos pontos mais explorados no Xuchá, apresentação da apresentadora Xuxa no Classic Hall, neste sábado (7). Com direito a nave espacial, painel de LED em todo o palco e um corpo de dançarinos incansáveis, a cantora pisou em um palco pernambucano depois de 13 anos. Junto à emoção dela, estavam os fãs enlouquecidos a cada hit tocado, cantando em coro todas as letras e relembrando a infância com nostalgia. Não tinha idade. Com público misto, homens e mulheres se divertiram e pularam como crianças. 

Já no palco, cada detalhe tinha seu capricho, desde a nave – parte do cenário do seu clássico programa Xou da Xuxa -, até o figurino e os inúmeros adereços de cabeça como perucas e coroas. Xuxa, a estrela da noite, mostrou porque ainda conquista e mantém seus fãs. A cada intervalo de música, ela conversava com o público, fez piada e levantou a bandeira da perseverança para cada um conquistar seus sonhos. 

O show anunciado pelo criador da franquia Chá da Alice - selo do evento -, Pablo Falcão, e a atriz pernambucana Fabiana Carla, segue quase uma ordem cronológica dos programas apresentados por ela na TV. Não ficou de fora do setlist os sucessos 'Tô de bem com a vida'; 'Libera Geral'; 'Ilariê'; 'Hoje é dia de folia'; 'Festa do estica e puxa'; 'Arco-íris' e, claro, 'Lua de cristal', fechando a noite. Ao todo, a apresentação teve 1h20, mas trouxe vários sucessos da carreira que já dura mais de 30 anos. 

Além disso, diante do cenário atual da intolerância, Xuxa trouxe a igualdade e a quebra de tabus. Em espaço reservado para uma apresentação dos seus dançarinos, um beijo entre dois deles foi interpretado no palco, ganhando aplausos de muitas pessoas. O espaço também foi dado ao Paquidrag - um grupo de oito integrantes que interpretaram duas músicas das Paquitas para relembrarem as assistentes de palco da Xuxa. 

O show seguiu para o final, porém, sempre em tom de programa de auditório. Parecendo sempre disposto, o grande público interagiu a cada pedido de palmas, cantos, pulos e mãos para cima, o que fez a cantora elogiar e agradecer a cada intervalo de música. Ela ainda denunciou estar ansiosa para ver o público do Nordeste contando que “o desejo era tão grande pelo dia de hoje que eu pensei que era semana passada porque queria tanto que esse dia chegasse”, declarou Xuxa. 

Assim como no Show da Xuxa, ela se despediu do público deixando a sua conhecida mensagem “querer, poder, conseguir” e sendo conduzida pelos Paquitos até a nave. Por volta das 1h20, o público já se retirava do Classic Hall e muitos olhos marejados foram vistos. Perguntados sobre o motivo, a unanimidade nas respostas: emoção e realização de um sonho. 

COMENTÁRIOS dos leitores