Projeto de Feliciano pode proibir filmes e shows no Brasil

Proposta de lei quer vetar no país a "profanação de símbolos religiosos" em apresentações ao vivo ou mostras de arte

ter, 03/10/2017 - 19:22
Reprodução/Facebook Artistas como Lady Gaga poderiam ser proibidas de tocar no Brasil Reprodução/Facebook

Um projeto de lei que tramita na Câmara, proposto pelo deputado federal Marco Feliciano (PSC), pede a proibição de "profanação de símbolos religiosos" em apresentações ao vivo ou mostras de arte. O político quer a mudança do artigo 74 do Estatuto da Criança e do Adolescnete (Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990).

O texto propõe que "não será permitido que a programação de TV, cinema, DVD, jogos eletrônicos e de interpretação – RPG, exibições ou apresentações ao vivo abertas ao público, tais como as circenses, teatrais e shows musicais, profanem símbolos sagrados”. A polêmica tomou conta das redes sociais, sob a alegação dos contrários aos projeto que, partindo desse princípio, vários filmes e shows com temáticas profana seriam probidos no Brasil.

Artistas como Madonna, Lady Gaga e as bandas de rock Ghost, Iron Maiden e Sepultura, essa brasileira, foram citados como show que podem ser vetados. Na justificativa do projeto, o deputado cita a exposição Queer Museu e alega que a proposta tem o "intuito de proteger nossa sociedade, crianças e adolescentes, desse tipo de conduta e proibir que profanem símbolos sagrados".

COMENTÁRIOS dos leitores