Exposição traz desenhos de presas em campo de concentração

'As Meninas do Quarto 28', que estreia dia 11 de agosto na Galeria Janete Costa, apresenta desenhos de meninas judias durante a 2ª Guerra Mundial

por Ana Tereza Moraes ter, 01/08/2017 - 11:22
Divulgação A mostra reunirá 50 desenhos, além de uma réplica do quarto onde viviam as meninas Divulgação

A partir do dia 11 de agosto, a mostra ‘As Meninas do Quarto 28’, adaptada do livro da jornalista alemã Hannelore Brenner, ficará disponível no Recife para uma temporada na Galeria Janete Costa, no Parque Dona Lindu até o dia 29 de outubro, com entrada gratuita. A exposição já foi vista por mais de 40 mil pessoas em São Paulo, no Rio de Janeiro, Porto Alegre e Brasília e relata o dia a dia de cerca de 50 meninas que viveram por dois anos no campo de concentração de Theresienstadt, na República Tcheca, durante a 2ª Guerra Mundial.  

Serão expostos 50 desenhos e uma réplica de 18m² do quarto em que as meninas judias ficaram aprisionadas, além de painéis com detalhes históricos da época. Da mais de 15 mil crianças, entre 12 e 14 anos, que viveram em campos de concentração, de 1942 a 1944, apenas 93 sobreviveram, sendo 15 delas do Quarto 28.

Os desenhos foram feitos pelas próprias crianças, que passaram suas vidas no local. Professores, compositores e artistas presos em Theresienstadt junto aos pequenos tentaram repassar seus talentos para que aqueles jovens pudessem se expressar por meio da arte.

A artista plástica Friedl Dicker Brandeis foi uma das precursoras nesse trabalho. Ela dava aulas de técnicas de desenho e pintura para a ala infantil do campo. Enquanto contava histórias, as crianças faziam ilustrações com base no que ouviam. As narrativas em nada retratavam o terror vivido diariamente pelos presos nem eram relacionadas à realidade do campo de concentração.

Nos quase dois anos em que esteve presa, a artista conseguiu esconder os cinco mil desenhos dos seus alunos antes de ser levada para Auschwitz, em 1944. Dez anos depois, o material foi encontrado e encaminhado para um museu em Praga, na República Tcheca. Das meninas que passaram pelo Quarto 28, foram encontrados cerca de 500 desenhos – 40 selecionados para fazer parte da mostra.

Em 2013, a exposição foi escolhida pela União Europeia para a tradicional homenagem realizada anualmente no Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Em 2014, a Organização das Nações Unidas também a elegeu para lembrar as vítimas do genocídio cometido pelos nazistas.

Serviço

As Meninas do Quarto 28

Abertura: 10 de agosto, às 18h | Visitação: 11 de agosto a 29 de outubro

Galeria Janete Costa -Parque Dona Lindu (Av. Boa Viagem, s/n, Boa Viagem, Recife - PE)

COMENTÁRIOS dos leitores