Aldo Vilela

Aldo Vilela

Jornalista

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Frente Popular rodando o estado em busca de votos para reeleição de Paulo Câmara

Aldo Vilelaseg, 20/08/2018 - 09:03

 

O giro da Frente Popular deste sábado, iniciado no Sertão, só terminou na Região Metropolitana do Recife com um ato grandioso em Igarassu. O lançamento da campanha de Júnior Uchôa (PSC) a um mandato na Assembleia Legislativa foi prestigiado pelo governador Paulo Câmara (PSB) e pelo senador Humberto Costa (PT), além do candidato a deputado federal João Campos (PSB) e os prefeitos do Recife, Geraldo Julio (PSB) e de Itamaracá, Mosar Tato (PSB). Todos os políticos que se pronunciaram no ato renderam suas homenagens ao ex-presidente da Assembleia Legislativa Guilherme Uchôa, falecido no mês passado. Ao final do ato político, a exibição de um vídeo com alguns momentos importantes da vida de Guilherme Uchôa emocionou os presentes. “A Frente Popular vem a Igarassu prestar sua homenagem e seu respeito a Guilherme Uchôa e ao seu filho, Uchôa Júnior. Guilherme foi um homem que sempre trabalhou por Pernambuco e por sua gente. Certamente ele está muito orgulhoso e seu filho vai honrar esse modo de fazer política voltado para os mais necessitados”, pontuou o prefeito Geraldo Julio. O prefeito de Itamaracá endossou as palavras de Geraldo Julio e ressaltou a parceria entre Paulo Câmara e Guilherme Uchôa. “A área norte da Região Metropolitana tem muito o que agradecer a esses dois homens públicos. Aqui estamos fechados com a chapa completa da Frente Popular”, ressaltou Tato. “Quero frisar nesse ato a liderança do governador Paulo Câmara que conduziu a aliança entre PT e PSB que vai ajudar a levar de volta ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Lula. O líder político que mais olhou pelo Nordeste e por Pernambuco”, disse o senador Humberto Costa, candidato à reeleição na chapa da Frente Popular.

Mais fala

O candidato a deputado federal João Campos registrou a amizade existente entre o pai dele, Eduardo Campos e Guilherme Uchôa. “Dois homens que tinham um compromisso histórico com Pernambuco”, anotou João.

Uchôa Júnior

Muito emocionado, Uchôa Júnior, recordou o jeito de fazer política do pai. “Ele sempre me ensinou que nessa atividade é preciso cultivar as amizades. Na primeira eleição de Eduardo Campos, pouca gente esteve com ele desde o começo. Meu pai estava entre eles. Com Paulo Câmara, essa amizade continuou e os dois trabalharam juntos pelo nosso estado”.

A fala de Paulo

O governador Paulo Câmara se disse muito grato em ter convivido com Guilherme Uchôa nos últimos três anos e meio. “Guilherme me ajudou na Assembleia a aprovar os projetos que tornaram possível Pernambuco atravessar de pé a maior crise da história desse país. Tenho certeza que Uchôa Júnior, na Assembleia, também vai me auxiliar para que nosso estado continue a andar para frente”, concluiu o governador.

Izabel Urquiza visita comunidade prejudicada por obra mal feita

Na Vila Popular, em Olinda, os moradores mostraram a candidata a deputada estadual Izabel Urquiza (PSC) o problema da Rua Dr. João Tavares Moura. De acordo com a população, o calçamento da rua e o saneamento de lá foram prejudicados depois que uma obra no sistema de tubulação. O piso da via permanece até hoje quebrado. Na reunião realizada nesse sábado (18), as pessoas contaram a Izabel o que passam desde então.

Relembrando

Há quem diga que os problemas de alagamento na Avenida Presidente Kennedy foram expandidos para lá. “Essa rua era calçada antigamente. Só que disseram que iam fazer uma obra de saneamento e quebraram ela toda. As canaletas também estão todas entupidas. A água de lá (da Kennedy) vem para cá e invade a casa da gente”, queixa-se a dona de casa Vilma Castro, 60. 

 

A fala de Izabel

Para Izabel, esse é um reflexo de ações sem comprometimento, que atrapalham muito mais do que ajudam. “É algo que muitas vezes acontece na administração pública. Por isso digo que toda pessoa envolvida de alguma forma com gestão ou políticas públicas tem que ter compromisso com a eficiência do trabalho”, defende a candidata. Na Assembleia Legislativa, ela ficará de olho na prestação desses serviços à comunidade.

Mendonça e os vereadores

Em encontro com 150 vereadores, Mendonça defende que diálogo com a população como melhor forma de fazer política. Em bate-papo com cerca de 150 vereadores da Região Metropolitana do Recife que apoiam a coligação Pernambuco Vai Mudar, na manhã deste domingo, no comitê central da campanha da majoritária, o candidato ao Senado, Mendonça Filho, defendeu cada vez mais diálogo entre o governante e o povo. "Para um homem público permanecer na política sendo respeitado, precisa trabalhar e ter um diálogo com a população".

Vai agregar?

Segundo o ex-ministro da Educação, os vereadores representam a categoria política mais próxima da população e devem ser ouvidos sempre. "É isso o que eu admiro no trabalho deles. Em qualquer espaço que você possa imaginar, os vereadores e vereadoras tem o contato direto com a população e com os problemas de cada município", detalhou. Armando Monteiro agradeceu o importante apoio e falou que escolheu um vereador para seu time por saber da importância desta representação junto à sociedade. "Meu time é formado por um vereador, Fred Ferreira, que será o vice-governador de Pernambuco", pontuou e ainda completou, dizendo: "Por onde passamos, temos conversado com as pessoas e ouvido que o desejo de mudança chegou a todos os lugares. Multipliquem a nossa mensagem", conclamou.

Em busca de votos

Vereador do Recife e candidato a vice-governador, Fred Ferreira falou em nome dos vereadores. "Sinto-me honrado e muito feliz em, como vereador, ter sido chamado para compor essa chapa e estar ao lado desses homens que vão mudar Pernambuco. O vereador é quem está lá na ponta e sabe dos problemas que as pessoas enfrentam no dia-a-dia e esse grupo não virou as costas pra isso”. No início da manhã, Mendonça Filho, Armando Monteiro, Fred Ferreira e o candidato ao Senado, Bruno Araújo caminharam na feira de Bonança e em Moreno, acompanhados do prefeito da cidade, Vavá Rufino.

 


Em busca de votos a Frente Popular reúne cerca de voluntários no primeiro ato de campanha

Aldo Vilelasex, 17/08/2018 - 10:29

O pontapé inicial da campanha do governador e candidato à reeleição Paulo Câmara (PSB) demonstrou a força da Frente Popular de Pernambuco e a vontade da população de ver o Estado continuar na frente. Em um grande ato na quadra do Sport Club do Recife, na noite desta quinta-feira (16), aproximadamente 10 mil voluntários se juntaram à campanha do socialista, que tem Luciana Santos (PCdoB) como candidata a vice, e dos candidatos ao Senado Federal, Humberto Costa (PT) e Jarbas Vasconcelos (MDB). Em sua fala, Paulo Câmara agradeceu a presença dos voluntários e destacou a importância do engajamento da militância durante a campanha. O gestor reforçou seu compromisso em continuar fazendo o Estado avançar nos próximos quatros anos tendo Lula na Presidência da República. “Vamos mostrar em cada canto o nosso trabalho, olhando para os que mais precisam. Esse é o caminho certo que Eduardo construiu junto com Lula e que vamos fazer junto com Humberto, com Jarbas, com Luciana e também com Lula. Quero fazer isso de maneira transparente, com verdade, mostrando o que a gente pode fazer para continuar a transformar Pernambuco. A gente precisa de vocês. Com ajuda de vocês, eu não tenho dúvidas vamos ganhar as eleições”, bradou o líder socialista. Paulo fez uma retrospectiva das ações de sua gestão em Pernambuco nos últimos três anos e oito meses, destacando os investimentos em Educação: que levou Pernambuco ao primeiro lugar no IDEB, na Segurança Pública: que está fazendo os índices reduzirem mês a mês, e na Saúde, quando o Estado atingiu recorde em número de cirurgias, exames e também reduziu a mortalidade infantil aos menores índices do País.  

O impossível acontece

No ato, os senadores Humberto Costa e Jarbas Vasconcelos reafirmaram o compromisso com o desenvolvimento de Pernambuco e disseram que estão prontos para ajudar Paulo Câmara a fazer o Estado continuar avançando. “Essa união está sendo feito em nome de Pernambuco. Vamos esquecer as diferenças do passado e olhar para frente para fazer nosso Estado continuar na frente”, cravou Humberto. “O Estado tem avançado muito por conta do seu trabalho. Vamos continuar com essa mesma garra de determinação. Você, Paulo, é um homem honrado. Pernambuco precisa crescer mais ainda”, completou Jarbas Vasconcelos.

Mulher na chapa

A candidata a vice-governadora Luciana Santos lembrou-se da atuação de Paulo Câmara na defesa de temas importantes para Pernambuco, como a luta contra a privatização da Chesf e a permanência da Hemobrás no Estado. Reafirmando o compromisso com o desenvolvimento de Pernambuco, Luciana lembrou que a maioria do eleitorado do País é formado por mulheres, destacando a importância de uma mulher na chapa majoritária e do engajamento das eleitoras.

 

Geraldo liderando a campanha

Também presente na agenda, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB) pediu o engajamento da militância para defender o legado da Frente Popular em Pernambuco. “A eleição deste ano é de conversa, de olho no olho. É preciso que vocês visitem cada uma das famílias que moram no nosso Estado, conversem com cada pernambucano e pernambucana, não só porque temos um legado de décadas, mas porque temos um governo competente e vitorioso”, destacou.

Todos por um só

O coordenador do grupo de voluntários, Marconi Muzzio, fez uma apresentação de como será a dinâmica dos militantes. Ele ressaltou a importância da mobilização nas redes sociais durante o período eleitoral. 

Interior

Após agenda no Recife, o governador Paulo Câmara seguiu para mais um ato de campanha, em Carpina, na Zona da Mata Norte. O socialista foi recebido pelo prefeito do município, Manoel Botafogo (PDT), e pelo deputado Vinícius Labanca (PP) e Fernando Monteiro (PP). "Tenho certeza absolutamente que o governador vai ganhar em todas as cidades de Pernambuco. Vamos para guerra! O senhor sabe porque tem um bocado de gente aqui hoje? Carpina gosta de homem que representa o povo, que trabalhe e aprenda a ser líder e a liderar", disse Botafogo.

Do outro lado Armando começa campanha ouvindo o povo do Sertão

Um dia que já entrou para a história. A abertura oficial da campanha do candidato a governador pela coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro (PTB), foi repleto de sotaques e lugares com a cara do povo pernambucano: o Rio São Francisco, a Feira de Caruaru e o Morro da Conceição. Em cada local, a percepção de que Pernambuco deve ser tratado como um todo, com seus problemas sendo discutidos por quem mais precisa, as pessoas.

Sertão

O dia começou cedinho, no Sertão do São Francisco, quando Armando, ao lado dos seus companheiros de chapa – o vice Fred Ferreira (PSC) e os candidatos ao Senado Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM) – esteve com trabalhadores de uma fazenda de exportação de frutas, no perímetro irrigado de Petrolina. Armando ouviu os relatos dos agricultores e justificou o porquê de começar a campanha no Semiárido: “Prestamos uma homenagem às pernambucanas e aos pernambucanos de todas as regiões”.

Agreste

direto para as ruas de Caruaru, no Agreste, reforçando o compromisso de descentralizar o desenvolvimento e gerar oportunidades em todas as regiões do Estado. Em Caruaru, Armando ressaltou que "Pernambuco é um conjunto e tem que ser visto de forma integrada". “Essa vai ser a marca do nosso governo, um governo que pensa Pernambuco como um todo. Essa é a mensagem que gostaríamos de transmitir neste primeiro dia", declarou Armando.

Raquel puxa o bloco

O candidato visitou dois locais emblemáticos e históricos para a população caruaruense, o Monte Bom Jesus e a feira de artesanato. Acompanhado da prefeita Raquel Lyra (PSDB) e do ex-vice-governador João Lyra Neto (PSDB), Armando conheceu as obras de requalificação do monte e almoçou na feira. "Esse compromisso com as diversas áreas do Estado demonstra o espírito público e o preparo de Armando para mudar Pernambuco", destacou João Lyra. "Essa mudança vem com a força do interior, que está com Armando", completou Raquel Lyra.

Todos sobem o morro

À noite, Armando encerrou o giro pelo Estado assistindo a uma missa na Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no Morro da Conceição. Acompanhado de sua família e de aliados, ele enfatizou que "a caminhada começa com humildade, mas muita certeza de que a mensagem de integração será entendida pelo povo pernambucano". "Vamos poder juntar as pessoas em torno desse projeto que oferecemos a Pernambuco", reforçou.

Jorge Federal anuncia que não será candidato a deputado

Após cogitar pré-candidatura a deputado federal, o presidente da Câmara Municipal de Olinda, vereador Jorge Federal (PR) comunicou, hoje (16), que não disputará as eleições de 2018. “Como presidente do Poder Legislativo tenho desafios enormes neste período pré-eleitoral como realizar um amplo debate sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) por isso achei por bem não participar diretamente das atuais eleições,” disse Jorge Federal.


A sequência das pesquisas que deve trazer mais clareza depois do dia 31 de agosto, início da propaganda no rádio e tv

Aldo Vilelaqui, 16/08/2018 - 10:19

Na pesquisa eleitoral divulgada hoje, realizada pelo Ipespe em parceria com a Folha de Pernambuco, em um cenário apertado na disputa por vagas no Senado, o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB) está na frente com 23% das intenções de votos, seguido pelo também deputado federal Mendonça Filho (DEM), que aparece com 17%. Na sequência, o senador Humberto Costa registra 15% das menções, enquanto o deputado federal Sílvio Costa (Avante) aparece com 6% e o deputado federal Bruno Araújo (PSDB) com 5%.

Os entrevistados que declararam que votariam em branco ou nulo somam 22%, o que configura um empate técnico com o primeiro colocado, Jarbas Vasconcelos, considerando a margem de erro de 3,5 pontos percentuais. Os que não sabem ou não responderam correspondem a 6% das intenções de voto. Já os postulantes Adriana Rocha (Rede), Lídia Brunes (PROS), Jairinho Silva (Rede), Hélio Cabral (PSTU), Albanise Pires (PSOL) e Eugênia Lima (PSOL), registraram 1% das intenções de voto, cada.

Nas opiniões manifestadas na pesquisa na Capital pernambucana e na periferia, Jarbas Vasconcelos tem o melhor desempenho, com 24% e 26% das menções, respectivamente. Um dado curioso é observado nas intenções registradas no Interior do Estado, em que o maior percentual é de votos brancos e nulos, 26%.

Recortes

No recorte de idade, Mendonça Filho possui o maior percentual entre os eleitores com 16 e 24 anos, com 24% das menções. Já entre os participantes com idade entre 25 e 44 anos, Jarbas fica à frente, com 24%, seguido por 22% de brancos e nulos. O emedebista, inclusive, mantém o mesmo desempenho em quase todos os quesitos.

Entre 45 e 59 anos, os votos nulos e brancos são maioria, 27%. Por fim, entre os entrevistados com mais de 60 anos, Jarbas Vasconcelos com 24% e Mendonça Filho com 20% lideram as intenções. Nos votos do recorte por sexo, as menções estão muito próximas dos índices totais de cada candidato. Porém, o eleitorado feminino registra mais votos nulos ou brancos, 25%.

Dinheiro

Enquanto entre os eleitores que recebem mais de cinco salários mínimos, Jarbas Vasconcelos apresenta o seu melhor desempenho, com 27% das menções, Mendonça Filho se destaca entre os que recebem até dois salários mínimos, 19%. O melhor percentual entre os que recebem dois e cinco salários mínimos é também o de Jarbas Vasconcelos. Nesse mesmo quesito, Humberto Costa, 17%, pontua melhor do que o candidato democrata, que teve 15%.

Buscando votos

O governador e candidato à reeleição pela Frente Popular de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), participou, hoje, do ato de registro de candidatura à Presidência da República do ex-presidente Lula (PT). Paulo compareceu a um almoço na sede do PT, na Capital Federal, onde estavam presentes também os governadores Wellington Dias, do Piauí, e Fernando Pimentel, de Minas Gerais, entre outras lideranças do PT e do PCdoB. Paulo estava acompanhado pela presidente nacional do PCdoB, a deputada federal Luciana Santos, que é candidata à vice-governadora na sua chapa, e do senador Humberto Costa (PT), candidato à reeleição, também integrante da majoritária.

Depoimento

"O PSB sempre esteve junto com o presidente Lula, trabalhando e pedindo voto para sua eleição. E não vai ser diferente dessa vez. Por isso, estamos aqui hoje, em Brasília, para reafirmar o nosso apoio à candidatura do presidente que mais fez e olhou por Pernambuco. Sim, defendemos o direito de Lula ser candidato, para Pernambuco seguir na frente e o Brasil ser feliz de novo", afirmou Paulo Câmara.

Haddad

Candidato a vice na chapa de Lula, o ex-ministro Fernando Haddad destacou a importância da eleição da chapa encabeçada por Paulo Câmara, que comandou o processo que resultou na unidade das esquerdas em Pernambuco.  "Eu estou aqui para comemorar com vocês essa grande união das forças progressistas do Estado de Pernambuco, em torno da liderança de Paulo Câmara, nosso governador. E pedindo a você para considerar a reeleição de Paulo", disse Haddad, que pontuou depois: "Você há de lembrar quando Lula era presidente, a parceria com Pernambuco foi extraordinária. Nós queremos voltar a ter essa parceria: Lula na Presidência e Paulo Câmara no Governo do Estado. Juntos, vamos fazer muito pelo Nordeste e muito por Pernambuco também"

Temer

O presidente Michel Temer voltou atrás e desistiu de vetar o dispositivo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019, publicada no Diário Oficial da União de hoje, que reduzia o orçamento da Educação. Foi mantida a correção inflacionária dos recursos do Ministério da Educação, artigo do deputado elaborado pelo deputado Danilo Cabral (PSB), presidente da Comissão de Educação da Câmara Federal. O texto garante R$ 5 bilhões mais para o setor.

Danilo comemora

“A decisão foi uma vitória da mobilização da oposição no Congresso Nacional e da sociedade, que reagiu de forma contundente contra a proposta de mais cortes na educação”, afirmou Danilo Cabral. A sanção da LDO foi assinada no fim da tarde de ontem, após realização de audiência pública com a presença do ministro do Planejamento, Esteves Colnago, promovida pela Comissão de Educação.

Resultados

Na ocasião, os parlamentares discutiram sobre os vetos na verba da educação. “A audiência pública que realizamos serviu para mandar um recado claro para que Temer visse a rejeição unânime dos cortes. Não poderíamos permitir que esse governo ilegítimo, no apagar das luzes, praticasse mais esse crime contra o Brasil”, defendeu o parlamentar.

Datas

O texto da LDO sancionado tem 17 vetos. Com a sanção, resta agora ao governo apresentar ao Congresso Nacional o Projeto de Lei Orçamentária Anual (Ploa), que vai detalhar o volume de recursos disponíveis para todas as áreas ao longo do ano que vem. O prazo para envio da Ploa vai até o próximo dia 31.

A política das piadas

Candidato ao Senado pela Frente Pernambuco Vai Mudar, o presidente do PSDB de Pernambuco, deputado Bruno Araújo, reafirmou sua posição favorável ao corte de gastos da máquina pública e revisão da carga tributária brasileira para que mais recursos sejam aplicados no que são essenciais à população: saúde, educação e segurança.

Perguntem quem eu sou

Em entrevista à rádio Marano de Garanhuns (no Agreste) o tucano destacou sua experiência política, inclusive no executivo como ministro das Cidades, e os vários serviços prestados a Pernambuco. “Perguntem quem eu sou? Porque esse é meu maior ativo para me apresentar e contar com a confiança dos pernambucanos”.

Acredite se quiser

Bruno Araújo falou, ainda, do que motivou a união de forças que formam a Frente Pernambuco Vai Mudar, apesar das divergências pontuais entre seus integrantes, sempre tratadas com respeito à história de coerência política de cada um. “Nós nos juntamos por algo maior. Para tirar Pernambuco do caminho errado em que vive”, disse. Parece piada de mal gosto o ilustre candidato falando como se fosse um marco na ética política.


O prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral vota Paulo Governador, Bruno e Mendonça para o Senado

Aldo Vilelaqua, 15/08/2018 - 09:50

 

As razões e os porquês do Grupo de Lula Cabral dizer não a Jarbas. Não há fato isolado em política, nem seríamos grandes, se fizéssemos política com o fígado, como muitos. Todavia, não há mais o voto vinculado e, um líder pode até influenciar no voto, mas não faz bem, fazer os liderados deglutir um prato indigesto. Para nosso time, o prato indigesto tem o nome no cardápio e, chama-se Jarbas Vasconcelos, direi as razões e os porquês. Não se trata de veto, nem tão pouco uma atitude caprichosa. A política e as relações carecem de reciprocidade. Em 1999, nosso líder e atual Prefeito do Cabo, Lula Cabral assumiu seu primeiro mandato como Deputado Estadual. Nesse ano, chegara à Assembleia as Contas do Ex-Governador Miguel Arraes. Lula Cabral não possuía qualquer relação com Arraes, nem muito menos com Eduardo Campos. Lula recebeu ordem palaciana para votar pela reprovação das Contas de Arraes, sem qualquer razão ou justiça, apenas para impingir no velho Arraes a pecha de desonesto. Eu mesmo, que à época, era Chefe de Gabinete, conversando com Lula Cabral senti nele o desconforto, vez que sempre ouvia de seu Pai, o Senhor Luiz Cabral que Arraes era homem de bem, de honra e moral irreprochável. Diante desse fato, o Deputado Estadual Lula Cabral foi à Brasília e visitou os Gabinetes de Arraes e Eduardo, já que ambos eram Deputados Federais e, disse a ambos que votaria pela aprovação de suas contas por uma questão de justiça. Arraes agradeceu e Eduardo Campos passou a nutrir grande amizade e consideração ao nosso Prefeito. Fez-se Justiça e Arraes que entrou pela porta que saiu, também saiu da política e da vida sem nenhuma mácula. A Assembleia legislativa fez justiça e as Contas do velho mito, foram aprovadas. Noutra esteira, Jarbas nunca mais aceitou Lula Cabral e, em 2000, mesmo sendo candidato a Prefeito do Cabo pelo PMDB sofríamos boicotes do Partido e dele, que sequer vinha ao Cabo e nos dava qualquer apoio, nos preterindo por nossos adversários, tudo pelos sentimentos mesquinhos do ódio e da vingança. Enfim, em 2004, Lula Cabral fora eleito Prefeito do Cabo e, entre 2005/2006, estivemos na Prefeitura e Jarbas como Governador do Estado. Nada era enviado para o Cabo. Nunca fomos recebidos em Palácio. Nem as relações institucionais entre os Municípios e o Estado mantinham-se saudáveis, para beneficiar o povo do Cabo. Ninguém mora no Estado e, sim, nos Municípios e, seja qual for o lado dos políticos os interesses do povo tem que está acima das questiúnculas.  Nas nossas campanhas, no Cabo, Jarbas e Henry sempre aliaram-se aos nossos adversários. Como se não bastasse, eles sempre vieram com discursos odientos e agressivos, inclusive contra a nossa honra e idoneidade. Até mesmo em 2016, mesmo depois que Eduardo ajudou na sua ressurreição política, mesmo assim, veio ao Cabo junto com Raul, que mesmo sendo vice de Paulo, atacar o candidato do PSB. Como Deputado Federal, mesmo sendo bem votado no Cabo, Jarbas nunca mandou um centavo para nosso Município. Um líder não pode impor nada aos seus liderados. Ele atua sempre no convencimento. E nós que integramos o Grupo de Lula Cabral, temos um grande respeito por ele e, por ele somos respeitados. Não aceitamos o nome de Jarbas para Senador. Não nos sentimos bem ao lado dele. São essas as razões e os porquês que nosso Grupo não votará no Candidato Jarbas Vasconcelos para o Senado. Todo conteúdo acima é assinado pelo secretário de governo do Cabo, o advogado Paulo Farias. 

 

Guerra de letras

O deputado estadual José Humberto Cavalcanti rebateu as declarações do presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes, sobre vídeo divulgado nas redes sociais que mostra o apoio do PSB ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. “Quando eles falam em esquecer o passado e discutir o futuro, querem censurar o povo, mas o povo não é bobo e não vai esquecer o sofrimento dos últimos três anos e sete meses somente porque o PSB quer”, comentou José Humberto, presidente do PTB estadual. 

 

Mais pancada

Para ele, "o PSB quer limitar o debate e esconder o desastre causado pelo governo Paulo Câmara, que fez Pernambuco andar para trás”. “É censura, querem fazer da mesma forma como impuseram à retirada da candidatura da vereadora Marília Arraes”, prossegue o deputado.

Segue a briga

Segundo José Humberto, "quando o presidente do PSB fala em turma de Temer, fala com autoridade de quem conhece de perto, o processo por dentro, como cúmplice". "O PSB pernambucano foi decisivo para derrubar a presidente Dilma, com o governador Paulo Câmara liberando seus secretários para votar a favor do impeachment", explicou.

Paulo

“Eles escondem que o governador Paulo Câmara e o PSB apoiaram a candidatura de Aécio Neves em 2014, que foi um dos líderes do impeachment”, enfatiza. “É importante, portanto, ouvir o presidente do PSB com atenção quando o assunto é ‘Turma de Temer’:  Eles são especialistas no tema.”

Lula vai?

O prazo final para o registro dos candidatos à Presidência é hoje, dia 15. Espera-se que o PT tente registrar Lula como seu candidato, sabendo embora que é inelegível, para que haja impugnação, recursos, embargos, e a coisa se arraste até 15 de setembro, fim do prazo de programação da urna eletrônica. O objetivo é colocar nome e foto de Lula na urna, mesmo que o candidato seja Haddad, para que o eleitor vote em Haddad pensando que vota em Lula.

E agora?

O Partido dos Trabalhadores (PT) registra nesta quarta-feira no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no primeiro passo da batalha jurídica do partido para tentar evitar que o ex-presidente fique de fora disputa presidencial.

 


O jogo começou e Armando propõe ações para Pernambuco voltar a crescer e gerar empregos

Aldo Vilelater, 14/08/2018 - 09:31

 

Criar um ambiente favorável à volta do crescimento sustentável de Pernambuco, baseado em eixos fundamentais para a retomada do desenvolvimento e geração de emprego. Este é o desafio que o próximo governador terá que encarar, segundo afirmou o candidato da coligação Pernambuco Vai Mudar, senador Armando Monteiro (PTB), em evento promovido pela Câmara de Comércio Americana (AmCham), na sede da entidade no Recife, no Pina, Zona Sul da capital. Armando falou por cerca de uma hora para uma plateia de 120 associados da entidade, com empresários de diversos setores, como construção civil, tecnologia e indústria alimentícia, na primeira rodada de palestras que a AmCham está fazendo nos Estados com os principais candidatos ao governo. Aliás, Pernambuco foi o Estado escolhido para o início da série, que ainda terá São Paulo, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Para Armando, o quadro que Pernambuco vive é grave. “Já estamos acima do limite prudencial, com 49% da receita corrente líquida destinada a pessoal. Se somarmos o custeio, sobra algo muito inexpressivo para investimentos. Isso num ambiente de total deterioração da infraestrutura, com a malha viária em estado deplorável, por exemplo”, afirmou Armando. 

 

Máquina inchada

Sobre isso, Armando lembrou que há muitos cargos comissionados na estrutura governamental e que pretende trabalhar em uma lei estadual que regule a governança nas empresas estatais, com critérios estabelecidos em méritos e não no que ele chamou de “arranjos políticos nefastos”. “Houve recentemente trocas de última hora em postos-chave da administração. Precisamos proteger essas empresas de influências nefastas”, reforçou o senador.

Alfinetando o PSB

Questionado por um participante do evento a respeito do receio que muitos empresários têm em fornecer para o governo do Estado, Armando lamentou que “Pernambuco esteja tratando mal os seus prestadores de serviços: há R$ 1,3 bilhão em restos e atrasos consideráveis na folha de pagamento de terceirizados, em áreas importantes como a saúde”.  O candidato alertou que os fornecedores devem ter tratamento isonômico. “A solução é criar um programa de compras governamentais e estimular a economia do Estado.

Guido enrolado

O juiz Sérgio Moro aceitou a denúncia contra o ex-ministro Guido Mantega pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na edição das medidas provisórias 470 e 472, conhecidas como MP da Crise. Ele foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter beneficiado empresas do Grupo Odebrecht com a medida, em troca de propina de R$ 50 milhões.

Não

O juiz rejeitou a denúncia contra o ex-ministro Antonio Palocci neste caso, por falta de provas, e afirmou que ele deve ser ouvido como testemunha de defesa.

Garantia

O deputado federal Sebastião Oliveira conseguiu, junto ao Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, aprovar um crédito de R$ 10 milhões, que será utilizado nas obras de restauração e duplicação da BR-104, no trecho que liga o município de Toritama ao distrito de Pão de Açúcar.

Dinheiro cheio

No total, a BR-104 está sendo contemplada com cerca de R$ 90 milhões em investimentos. Os recursos são frutos do convênio firmado entre o Governo de Pernambuco e o Ministério dos Transportes.

Todos querem Lula

O presidente do PDT, Carlos Lupi, mantém a intenção de visitar o ex-presidente Lula na cadeia. Lupi afirma que tenta encontrá-lo desde sua prisão, em abril, mas até hoje não foi autorizado.

Bons amigos

"Gosto do Lula. Ninguém vai mudar o meu sentimento pelas pessoas. Depois de Getúlio, o Lula foi o maior presidente para o pobre". 

 

Vitória de Mendonça

O deputado federal e candidato ao Senado pelo DEM, Mendonça Filho, ganhou mais uma ação na Justiça Eleitoral contra Fake News. O Tribunal Regional Eleitoral determinou exclusão imediata de postagem falsa da página “Indignados de Pernambuco”, no Facebook, que fez montagem em um vídeo atribuindo a Mendonça informações de um suposto envolvimento dele na operação Lava Jato.

Em eleição vale tudo

O governador Paulo Câmara (PSB) e o deputado federal Augusto Coutinho (SD), acompanhado de toda a família foram conhecer de perto os trabalhos da Casa de recuperação Cristo Liberta, no município de Igarassu. 

 

Angariando apoio

A convite do vice-prefeito de Pesqueira, Luca Peixoto (MDB), e do líder emedebista Dr. José Peixoto, o vice-governador Raul Henry visitou a cidade no último final de semana e participou de uma reunião com lideranças da região.

Problemão

Os governadores que serão eleitos em outubro encontrarão, no ano que vem, uma verdadeira bomba-relógio: o crescimento acelerado do rombo dos regimes próprios de previdência dos estados. Em 2017, o déficit com o pagamento de aposentadorias e pensões nos estados superou R$ 93 bilhões, segundo dados preliminares da Secretaria de Previdência obtidos pelo GLOBO. 

 


Em busca de votos

Aldo Vilelaseg, 13/08/2018 - 10:05

O governador Paulo Câmara dedicou a manhã deste domingo (12.08), Dia dos Pais, para conhecer a comunidade terapêutica Cristo Liberta, localizada em Igarassu, na Região Metropolitana do Recife. A casa de recuperação atende, atualmente, 194 dependentes químicos, através de doações dos familiares, sociedade civil e escolas da região, que disponibilizam a merenda excedente. Acompanhado do prefeito de Olinda, professor Lupércio, o chefe do Executivo estadual conheceu as dependências do espaço e conversou com os assistidos.  "Venho aqui como governador, pai de família e cristão. Tenho acompanhado durante muitos anos o mal e a destruição que as drogas causam nas famílias e na sociedade. E a gente fica muito feliz em poder conhecer projetos como este, que acolhem e dão oportunidades de reabilitação e transformação de vida através da fé. Eu saio daqui com ainda mais convicção de que tenho e vou trabalhar muito para oferecer novas oportunidades, no caminho do bem, para aqueles que desejam e precisam mudar de vida. Eu espero vê-los recuperados, voltando para suas famílias e nos ajudando a trabalhar por um Pernambuco cada vez melhor para todos os pernambucanos", pontuou o governador. O que não fica claro em relação a Olinda é a postura do prefeito Lupércio, que anda ao lado do governador mas não vai votar na chapa dele para senado e sim na chapa de oposição. Cada dia mais essa política fica estranha.

Ganhando apoio

O ex-prefeito de Lagoa do Carro, Zona da Mata Norte, Jaílson do Armazém (PSB), declarou apoio ao candidato da coligação Pernambuco Vai Mudar, Armando Monteiro (PTB). Em ato realizado em sua própria casa, na noite deste sábado (11), o socialista disse que a região quer mudança.

Motivos

"Aderi ao projeto de Armando porque vi que as propostas dele para Pernambuco são muito boas. Além disso, o grupo político e o povo da região de Lagoa do Carro estão querendo Armando. A gente não pode ir contra o povo", afirmou Jaílson.

Agradecimento

"Essa manifestação de confiança, Jaílson, e o apoio que você agora oficializa são muito importantes nessa caminhada que nós vamos trilhar. Você é um homem de compromisso e já demonstrou que tem amor à sua terra. Para mim, é uma honra receber o seu apoio", respondeu Armando Monteiro.

Evangélicos unidos

O candidato a vice-governador da coligação Pernambuco Vai Mudar, vereador Fred Ferreira (PSC), destacou que "as pessoas estão procurando Armando para sair do lado de lá" e integrar o palanque da mudança. "O que está acontecendo aqui em Lagoa do Carro é algo muito feliz ", comentou Ferreira.

Mendonça afinado

Já o candidato ao Senado Mendonça Filho (DEM) ressaltou que Armando está ouvindo às pessoas. "Armando está andando pelo Estado e onde quer que a gente vá o sentimento é de mudança."

Mais gente com Armando

No ato de adesão de Jaílson do Armazém, estiveram também o deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos), os ex-deputados Carlos Lapa (PSL) e Carla Lapa (PSC), a ex-prefeita de Tracunhaém, também na Mata Norte, Graça Lapa (DEM), e o ex-prefeito de Lagoa de Itaenga, Lamartine (PTB).

Eles querem mais

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), diz que será necessário rediscutir no Congresso essa imoralidade que chama-se o financiamento de campanha

Motivos

O atual sistema estaria revelando várias distorções já que proíbe a contribuição de empresas e limita o uso de recursos públicos pelos partidos, mas libera candidatos milionários a bancarem as campanhas do próprio bolso.

Pra eles tudo

O tesoureiro do PT, Emídio de Souza, endossa. Ele cita SP: os principais candidatos ao governo, por seus cálculos, devem receber cerca de R$ 5 milhões de dinheiro público. Aqueles que têm maior patrimônio, como o ex-prefeito Dória do (PSDB) ou Paulo Skaf (PMDB), porém, poderão colocar recursos próprios, e ilimitados, em suas campanhas. 

Quem com ferro fere...

A ministra Carmén Lúcia vem fazendo muitas críticas aos auxílios que os ministro0s recebem e isso vem causando certo mal-estar entre os colegas. Um deles chegou a dizer a um grupo de amigos que ela deveria abrir mão do aumento de salário, caso ele seja aprovado pelo Congresso.

Mais um

Outro integrante do STF diz que o Congresso poderia provocar o Supremo a rever decisão do CNJ que desobrigou tribunais de Justiça estaduais de obterem aprovação de lei específica para replicar reajustes cedidos à cúpula do Judiciário.

A nossa vergonha

O ministro José Antonio Dias Toffoli foi eleito para a presidência do Supremo Tribunal Federal no mesmo dia em que o pretório excelso decidiu por 7x4 pedir ao Congresso um aumento de 16,38%. Cada eminente ministro pretende receber R$ 39,2 mil mensais. Toffoli votou a favor do mimo e disse o seguinte: “Não se está encaminhando para o Congresso um acréscimo ao orçamento do Supremo. Está se encaminhando uma previsão para uma recomposição remuneratória parcial de 2009 a 2014. Não se está tirando de saúde, de educação. Está-se tirando das nossas despesas correntes, dos nossos custeios.” Mais um retrato deste país.


E o palhaço quem é: Tiririca ou a sociedade brasileira?

Aldo Vilelasex, 20/07/2018 - 12:06

Chegando o mês de outubro e a possibilidade de mudar um pouco a cara deste país. Vamos tentar alterar o quadro e trocar os políticos bandidos e veja você que são muitos. Mas também lembremos que é preciso atentar para os políticos que não estão nem aí para os projetos do país, eles ou alguns podem ser honestos mas não são pessoas voltadas para sugerir ou mostrar caminhos para o país. Vejam o caso do Tiririca, o PR convenceu o deputado Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca, a disputar a reeleição. Em dezembro de 2017, ele anunciou que sairia da vida pública. A candidatura do palhaço que de bobo não tem nada é mais um ativo do partido, que se tornou protagonista nas negociações em torno de aliança na eleição presidencial. Todo cuidado é pouco com o político que serve a outros políticos como o  caso citado acima.

Lembre

Em 2014, Tiririca foi o terceiro mais votado do País. O 1,016 milhão de votos obtidos por ele ajudaram o PR a eleger seis parlamentares em São Paulo. 

Em ano de eleição oposição centra fogo no Governo Paulo Câmara

O governo Paulo Câmara é um dos maiores exemplos nacionais de frustração das expectativas da população. Em 42 meses de gestão, o governador não conseguiu entregar cerca de 70% das promessas feitas durante a campanha eleitoral. O plano de governo é o retrato da falta de gestão do socialista. Para acompanhar de perto a execução das promessas, a Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco fez pedidos de informação ao governo, visitas às obras paralisadas e realizou audiências públicas durante o Pernambuco de Verdade, maior programa de fiscalização só Poder Executivo e de participação popular já realizado pela oposição no Estado.

Sem poupar críticas

Para o líder da Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, Silvio Costa Filho (PRB) o governador terá um encontro marcado com o seu programa de governo.  “Para ganhar a eleição, o governador fez um conjunto de promessas, como dobrar o salário dos professores, que sabia que não seria possível de cumprir, mas mesmo assim prometeu. Temos certeza que ele terá a resposta nas urnas", destaca o parlamentar.

Sem cumprimento de metas

Segundo diagnóstico do grupo oposicionista, Paulo Câmara chega ao fim da sua gestão com 29 promessas não entregues a população, entre elas, a navegabilidade do Rio Capibaribe, o bilhete único, dobrar o salário dos professores, além da construção e ampliação das barragens, o programa Doutor Chegou, UPAs, hospitais regionais, como o Mestre Dominguinhos, em Garanhuns, e o Hospital do Sertão, em Serra Talhada, além das 20 unidades do Compaz estadual.

Menos mal

A pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, a presidente do Supremo, ministra Carmen Lúcia, suspendeu a medida pela qual os operadores de planos de saúde poderiam cobrar dos segurados até 40% do valor das despesas. A decisão já vale, mas pode ainda mudar: o plenário do STF a analisará depois das férias judiciárias. Em sua decisão, Carmen Lúcia lembra que, mesmo editadas por entidades administrativas, as normas não podem violar ou inovar o que está na lei.

Calendário eleitoral

Valendo de hoje  a data a partir da qual, até 5 de agosto de 2018, é permitida a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e a escolher candidatos a Presidente e Vice-Presidente da República, Governador e Vice-Governador, Senador e respectivos suplentes, Deputado Federal, Deputado Estadual ou Distrital.

Propaganda

A partir de 16 de agosto podem ser feitos comícios, carreatas, distribuição de material gráfico e propaganda na Internet (não paga). Dia 2 de outubro é a data final para exibição de propaganda eleitoral paga. Dia 4 de outubro é o último dia para realização de debates ou comícios. O dia 6 de outubro é a data final para distribuição de material gráfico de campanha e realização de caminhada, carreata, passeata ou uso carro de som para o primeiro turno.

Horário eleitoral

O horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão começa no dia 31 de agosto e termina no dia 4 de outubro. Em caso de segundo turno, a propaganda eleitoral gratuita ocorre de 12 de outubro ao dia 26 de outubro.


Região Integrada de Desenvolvimento (RIDE) – Rota do Sol e do Mar

Aldo Vilelaqui, 19/07/2018 - 09:14

Muitas são as ideias e as propostas de muita gente para um Estado melhor. O projeto Rota do Sol é um bom exemplo a seguir. Abaixo um artigo bem interessante do Engenheiro Civil, Vice-Prefeito de Paulista e Coordenador do Movimento Cidade Melhor Jorge Carrero.

Hoje, a grande maioria das pessoas vive em áreas urbanas. As cidades são os locais de moradia, trabalho, estudo, lazer. São os espaços onde cada qual deve construir a sua felicidade. Apesar dessa importância, os espaços urbanos ainda não conseguiram a devida atenção dos poderes públicos. A partir disto, lançamos o Movimento Cidade Melhor com o objetivo de ouvir a população sobre os temas relevantes para as cidades, como educação, saúde, segurança pública, mobilidade urbana, cultura, esportes, lazer, meio ambiente, habitação, desenvolvimento econômico e social, empreendedorismo e negócios. Fizemos diversas plenárias, presenciais e virtuais, em todas elas sobressaiu a forte vocação turística da costa norte pernambucana. Deste modo, a partir do resultado das discussões tiradas em nossas plenárias, resolvi estudar qual a solução viável para aproveitar essa vocação e como resultado, apresento a proposta que resgata a ideia de tratar o território de maneira integrada, articulando o potencial natural de destino de sol e mar com foco no turismo e o adensamento das cadeias produtivas dos polos industriais consolidados, como o Polo de Bebidas, Polo Vidreiro, Polo Farmacoquímico e o Polo Automotivo. Proponho a implantação da REGIÃO INTEGRADA DE DESENVOLVIMENTO - RIDE ROTA DO SOL E DO MAR, que compreenderá uma área de 1.894,86 km², com uma população de 1.168.069 habitantes e um PIB de R$ 19.943.613, contemplando 08 cidades dos estados de Pernambuco (Olinda, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Itapissuma, Ilha de Itamaracá, Araçoiaba e Goiana) e 04 cidades da Paraíba (Caaporã, Alhandra, Pitimbu e Conde), totalizando 12 cidades compreendidas entre o Litoral Norte pernambucano e o Litoral Sul paraibano. A Região Integrada de Desenvolvimento-RIDE é uma estratégia que une cidades de dois ou mais estados com identidades semelhantes e vocações comuns, com o objetivo de racionalizar as iniciativas, integrar esforços e promover oportunidades que gerem riquezas e melhorem a vida das pessoas. Seu objetivo constitucional é o de reduzir as desigualdades sociais com a aplicação dos recursos públicos obtidos, pois tem prioridade junto à União para alocação destes recursos, especialmente de fundos de desenvolvimento regional, visando explorar a vocação das cidades da melhor forma, investindo em rodovias, transporte público, geração de emprego e renda, capacitação profissional, saneamento básico, preservação das áreas de proteção ambiental, saúde e assistência social, educação, cultura, combate as desigualdades sociais, turismo e segurança pública.

O Movimento Cidade Melhor nos trouxe um olhar mais sensível acerca das cidades e o que o cidadão quer para melhorá-las. Partindo desse ponto, analisamos o Litoral Sul pernambucano, que prosperou estruturado no turismo, com grandes hotéis e resorts, e com o Porto de Suape. Fui um pouco mais além, e resolvi analisar um caso de RIDE consolidada, a Petrolina/Juazeiro, criada em 2001 através de lei complementar, denominada RIDE DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Reunimos todo esse conteúdo e propomos a criação de uma nova RIDE, com foco no desenvolvimento turístico, sendo esta, sua mola propulsora. O turismo é uma vocação da região, nos dois estados. O litoral de ambos tem o mesmo potencial do Litoral Sul pernambucano, para receber grandes hotéis e resorts, mas sem qualquer investimento por absoluta falta de decisão política. O fortalecimento turístico irá desenvolver por si só as cidades, resultando na capacitação da mão de obra, levando emprego à população local, ampliando o desenvolvimento imobiliário, consequentemente, as pessoas passarão a trabalhar e morar em sua cidade, ampliando o consumo de bens e serviços, pois as cidades devem ser o espaço de convivência das pessoas. A RIDE ROTA DO SOL E DO MAR garantirá o desenvolvimento da região. Serão milhares de empregos diretos e indiretos, além de estrutura de capacitação e ampliação das novas atividades, fortalecendo e criando novas perspectivas para o crescimento e melhoria das condições de vida da população. Através da RIDE, são criadas condições especiais para a captação de recursos e implantação de incentivos fiscais com o objetivo de reduzir as desigualdades sociais. A Nossa vocação é o turismo! Então, a nossa “irrigação” na RIDE ROTA DO SOL E DO MAR será através de Estradas, Ciclovias, Equipamentos de apoio a trilhas e lazer, implantação de áreas de camping e uma política de ocupação e uso do solo de modo sustentável, Sistema de coleta e tratamento de esgoto e resíduos sólidos, já que assim como o potencial do solo sertanejo, temos nessa região o potencial do mar e do sol durante todo o ano. Entretanto, para alavancar este projeto, é necessária representação política para defender e viabilizar a vocação natural da nossa terra, da nossa gente.

E agora?

A vice-presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, rejeitou o pedido do Movimento Brasil Livre (MBL) para que a Corte declarasse a inelegibilidade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pré-candidato à Presidência da República, antes do registro de candidatura na Corte. 

Negativa

A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Execuções Penais (VEP) de Curitiba, negou recurso apresentado pelo fotógrafo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para entrevistá-lo na prisão, com uso de gravador e câmera ou bloco de anotações e caneta.

Contra

O deputado federal Tadeu Alencar (PSB), líder do partido na Câmara, faz oposição à agenda de propostas da bancada ruralista no plenário. Membro da Frente Parlamentar Ambientalista, o deputado é contrário ao PL 6299/02, chamado de "PL do Veneno", e votará também contra o PL 4576/2016, que muda as regras da venda direta de produtos orgânicos.


Inacreditável, mas os deputados, senadores e ministros do STF querem e podem mesmo aumentar salários de 33 para 38 mil reais. E pode ser ainda este ano após eleições

Aldo Vilelaqua, 18/07/2018 - 08:59

 

Quando a gente pensa que neste país nada está tão ruim que não possa piorar, eis que o Estadão soltou uma matéria ampla destacando a enorme movimentação de deputados, senadores e ministros do STF para reajuste de salário. Diz a matéria que participam do debate alguns ministros do Supremo insatisfeitos com a decisão da presidente do supremo de não propor aumento novamente para o próximo ano. Uma proposta que vem sendo debatida, ainda de forma reservada, é passar o teto constitucional dos atuais R$ 33,7 mil para R$ 38 mil. O reajuste de R$ 4,3 mil é justamente o valor do auxílio-moradia, que seria incorporado aos vencimentos dos magistrados. A informação foi publicada nesta segunda-feira (16/7) pela coluna do jornal Estado de São Paulo O último aumento do teto foi aprovado em dezembro de 2014, quando o salário de ministros do STF subiu de R$ 29,4 mil para R$ 33,7 mil. O Congresso quer colocar o reajuste em votação após as eleições, quando vencerem nas urnas. A velha pergunta, como estre país vai para frente, de que maneira esse país será um dia um país honesto com seus cidadãos? Nunca.

Farra e folia em Brasília

Sem nenhum problema e tirando onda da cara do eleitor, deputados que são donos de negócios em seus estados tomaram as rédeas de projetos e emendas que beneficiam firmas de suas próprias famílias. O deputado Nelson Marquezin (PTB-SP) não demonstrou constrangimento ao apresentar uma emenda que dispensa multas aplicadas na greve dos caminhoneiros. Destaque é que ele é dono de uma frota de 120 caminhões que distribui produtos da Ambev.

Sempre nega

Marquezelli negou conflito de interesses e disse que a empresa não pertence a ele, mas aos filhos como se isso amenizasse o favorecimento. De todo modo, Michel Temer deve vetar a emenda.

Mais desordem

Pasmem os senhores o deputado João arruda do (MDB-PR) relata a Lei de Licitações, que exige de empreiteiras seguro-garantia de 30% dos grandes contratos com o poder público. O sogro de Arruda, veja só, é dono da JMalucelli Seguradora.

 Justificativa

“Não posso abrir mão da minha função parlamentar por conta do sucesso empresarial do meu sogro”, justificou Arruda. O deputado não foi o autor desse trecho do projeto, que saiu do Senado, mas fala como se a escalação de outro relator para o texto fosse uma perda irreparável. Vergonha na cara que é bom nada.

Mais absurdos

Os exemplos são variados. O projeto que flexibiliza o uso de agrotóxicos foi apresentado em 2002 por Blairo Maggi (PP-MT), bilionário da produção rural. O relator na Câmara é o deputado Luiz Nishimori (PR-PR), cuja família manda em uma empresa agrícola que, no passado, vendia agrotóxicos.

Quer mais?

O deputado Newton Cardoso Jr. (MDB-MG) relatou e ajudou a aprovar um programa de refinanciamento de dívidas de contribuintes, no ano passado. Em seguida, aderiu ao parcelamento com duas empresas.

Claro todos negam

Os parlamentares negam estar em busca de benefícios. Ninguém quer impedi-los de exercer seus mandatos, mas eles deveriam seguir a regra de impedimento dos juízes. Basta recusar o comando e a relatoria de processos que podem render ganhos financeiros particulares em geral, às custas dos cofres públicos.

Correndo do senado

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) sinalizou a parlamentares mineiros que vai concorrer a deputado federal nas eleições de outubro. Segundo aliados, o tucano concluiu que não há condições políticas para tentar obter nas urnas um novo mandato ao Senado. Apesar de aparecer em segundo nas pesquisas, o senador teria um índice de rejeição elevado, o que, na avaliação dos tucanos de Minas, inviabilizaria sua candidatura.

Sujo na justiça

Aécio é réu em uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) que apura os crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça no episódio do repasse de R$ 2 milhões de Joesley Batista. Ele também é investigado no Supremo em inquéritos derivados da Operação Lava-Jato.

Venderam a casa de José Dirceu

A casa do ex-ministro José Dirceu no bairro Saúde, na zona sul de São Paulo, com 200 metros quadrados, foi arrematada por R$ 465.187,50 em um leilão. Esse e outros bens dele foram colocados para venda depois das condenações dele em duas ações penais da Lava Jato, que somam 32 anos e 1 mês de prisão.

Quem comprou?

O comprador foi identificado como "Jorge 1960". De acordo com a Marangoni Leilões, a residência estava avaliada em R$ 750.375,00. A comissão do imóvel ao leiloeiro é a de R$ 23.259,38.

 


Agora a corrida não é pelos jogos da copa do mundo e sim pelos cargos políticos. Que venha a eleição e que o povo aprenda a votar

Aldo Vilelater, 17/07/2018 - 11:14

O Diário de Pernambuco através do instituto Datamétrica fez mais uma pesquisa eleitoral e os números você acompanha abaixo. Na segunda pesquisa sobre a corrida eleitoral deste ano em Pernambuco, realizada entre os dias 11 e 12 de julho, observa-se pouca mudança em comparação à primeira, feita entre 8 e 9 de junho. Os três principais candidatos cresceram um pouco e as posições relativas deles permanecem as mesmas, tanto na intenção de voto espontânea como na estimulada. Paulo Câmara (PSB) na liderança, seguido de Marília Arraes (PT) e de Armando Monteiro (PTB). Estatisticamente, entretanto, os três continuam num empate técnico. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos. A intenção espontânea de voto apresenta Paulo Câmara com 13% (em junho ele tinha 12%), Marília Arraes com 11% (em junho ela tinha 8%) e Armando Monteiro com 6% (sendo 4% a registrada em junho) Os demais candidatos obtiveram, cada um, menos de 1% das intenções de voto. Os indecisos cresceram de 39% para 53%, e aqueles votariam branco ou nulo caíram de 28% para 14%.

Pesquisa Estimulada

A intenção estimulada de voto no cenário, considerando a participação da pré-candidata do PT, repete a ordem dos candidatos da espontânea, sendo todos com índices maiores, como se esperaria das respostas estimuladas. Os números de 25% (Paulo Câmara), 21% (Marília Arraes) e 17%(Armando Monteiro) confirmam a liderança do governador, ainda que estejam todos empatados dentro da margem de erro.

Números

Os números da pesquisa anterior foram: 20%, 17% e 14%, respectivamente. Os demais candidatos ficaram entre 0% e 2%. A mudança expressiva foi dos brancos e nulos, que caíram de 35% para 26%, o que é natural à medida que a eleição se avizinha.

PT

O cenário sem a pré-candidata do PT mantém o governador na liderança, com 28%, seguido do pré-candidato do PTB, com 22%. A distância de 6 pontos, entretanto, ainda significa empate técnico. Nessa simulação, os demais candidatos atingem, cada um, no máximo 2%. Votos brancos e nulos seriam de 33% (antes 42%). Indecisos caíram somente 1% (de 10% para 9%).

Marília

A migração dos votos de Marília Arraes, quando se retira o nome dela da disputa, sugere uma preferência clara do seu eleitorado por Armando Monteiro. O pré-candidato do PTB recebe 33% dos votos dela, enquanto o governador recebe 13%. Essa vantagem de Armando Monteiro sobre os votos de Marília Arraes se ampliou significativamente desde a pesquisa de junho, quando ele recebia 20% dos votos que seriam dela, enquanto Paulo Câmara recebia os mesmos 13%.

Senado

O deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB), o senador Humberto Costa (PT) e o deputado federal Mendonça Filho (DEM). Seja na intenção de voto espontânea, seja na estimulada, esses são os nomes que se destacam entre os concorrentes às duas vagas no Legislativo federal.

Falando o que quer

Na resposta espontânea de intenção de voto, aparecem Humberto Costa - tenta renovar o mandato no Senado Federal - e Mendonça Filho com 10% e Jarbas Vasconcelos com 9%. Todos os demais ficam entre 0% e 1%.

Quando nomes são apresentados

Na resposta estimulada da pesquisa, os três principais pré-candidatos se reafirmam na liderança. Jarbas Vasconcelos, que já exerceu o mandato de senador anteriormente (entre 2007 e 2014), lidera com 32%, Humberto Costa surge em segundo lugar com 25% e Mendonça Filho vem em terceiro com 24%. José Queiroz (PDT) aparece com 8%, Silvio Costa (Avante) com 5%, Maurício Rands (Pros) com 3% e André Ferreira (PSC), Antônio Souza  (Rede) e Eugênia Lima (PSol) com 2% cada, enquanto Albanise Pires (PSol) obteve 1%.

Não voto

Os que declararam intenção de anular seu voto ou votar em branco somaram 27% e 10% se declararam indecisos, segundo o levantamento.

Avaliação

De acordo com Analice Amazonas, sócia-diretora da Datamétrica e responsável técnica pela pesquisa, “a pesquisa não permite decifrar o motivo dessa inclinação maior dos eleitores de Marília a Armando, ou a ampliação dessa vantagem do senador entre junho e agora, mas, seguramente, é uma tendência que foge um pouco das expectativas, se considerarmos os campos ideológicos dos três pré-candidatos”.

Páginas