Janguiê Diniz

Janguiê Diniz

O mundo em discussão

Perfil:  Mestre e Doutor em Direito – Reitor da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau – Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional.

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

O sonho de chegar à marca de 1 trilhão de dólares

Janguiê Dinizter, 11/09/2018 - 11:34

A maior parte dos empresários que monta o seu negócio do zero, ou que adquire pelas circunstâncias de mercado, sempre sonha em colocar a sua empresa nos mais altos patamares do mundo dos negócios. Desta forma, torná-la uma empresa global, referência no segmento, com foco em inovação e conceito de credibilidade, passa a ser a principal meta dos gestores que possuem visão de futuro.

Agora imagine atingir tudo isso e colocar a sua empresa no topo do ranking: a marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado, que foi o resultado da soma de todas as suas ações na Bolsa de Valores de Nova York. Isso aconteceu no início de agosto com a Apple, empresa do ramo tecnológico conhecida pelos famosos produtos de hardware que incluem a linha de computadores Mac, iPod, iPhone, iPad, Apple TV e o Apple Watch. E o mais surpreendente é que é a primeira vez que uma empresa privada chega nesse patamar, e a primeira com base nos Estados Unidos.

Como tudo na vida, nós sempre podemos extrair lições e exemplos. Nesse caso da Apple, não tem como ser diferente, sobretudo para o mundo dos negócios. O que essa empresa pode nos ensinar no quesito sucesso? Se analisarmos as suas características, talvez uma das mais importantes seja a diversificação, já que a Apple não vende apenas iPhones e computadores, mas também serviços como o iTunes Store, Apple Music, Apple Play, entre outros.

Além disso, se tivermos um olhar ainda mais minucioso, poderemos perceber o mérito da empresa em adaptar e reinventar os produtos e os serviços com formatos únicos, fáceis de usar e com total valorização da ergonomia – este último sendo considerado um dos pontos mais importantes para os dias de hoje e que consiste na otimização das condições de trabalho humano com elementos de eficiência.

O que eu pretendo mostrar nessa explanação é que: não importa o tamanho das suas visões estratégicas, é possível, sim, ir muito longe quando se trata de negócios. Claro que isso não acontece da noite para o dia e pode levar muitos anos e muitos fracassos também. Mas, a partir das experiências e aprendizagens do cotidiano, da observação na mudança de comportamento da sociedade e dos novos cenários que estão se criando ou se reinventando, é possível crescer, atingir altos patamares e ver o sonho que saiu do papel se tornar um gigante e virar desejo de consumo de muitas pessoas.

COMENTÁRIOS dos leitores