Aldo Vilela

Aldo Vilela

Jornalista

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJa.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

Todos de olho na troca definitiva dos maus políticos

Aldo Vilelaqui, 04/01/2018 - 16:24

Ontem comecei a fazer um balanço de futuro aqui na nossa coluna, lembro que este ano o LeiaJá juntamente com a rádio CBN Recife FM 105.7, vai marcar terreno no campo dos debates eleitorais e ajudar ou ao menos esclarecer tudo para que o eleitor possa definitivamente mudar os maus políticos que estão no poder. Hora, hora: temos apenas 25 deputados federais que representam nosso estado em Brasília. Como não saber se estes que aí estão fizeram algo pelo nosso estado? Muito fácil de voçe eleitor amigo saber avaliar o seu voto, vá a inetrnet, pesquise, procure saber quem é o seu deputado o que ele fez nestes quatro anos de mandato, temos parlamentares aí que estão no cargo que em quatro anos de legislatura não fizeram nada, absloutamente nada pelo povo pernambucano, tem deputado que neste período de 4 anos não apresentou sequer um projeto de lei, vá em cima dos nomes procure saber que é esse deputado copa do mundo que somente aparece de quatro em quatro anos para roubar o seu voto, analise, busque, se informe, lembro mais uma vez temos apenas 25 deputados federais, 49 deputados estaduais e este ano iremos eleger 2 senadores e claro um governador. Hora da mudança, hora de tirar do posto parlamentar que não serve  pra nada, ao longo deste ano e dos dias seguintes vamos colocar aqui na nossa coluna a relação deste nossos parlamentares para que voçe faça sua avaliação e dcida na hora dop voto se este sujeito(a) , merece sua atenção e o seu voto.

Como ficam os partidos este ano?

Os partidos políticos poderão parcelar multas eleitorais por 60 meses, mas o valor da parcela não pode passar do limite de 2% do repasse mensal do Fundo Partidário. Nos 90 dias após a publicação da lei, qualquer devedor terá direito a 90% de desconto sobre o valor se pagar à vista.

Cláusula de barreira vai mesmo valer ?

Haverá uma cláusula de desempenho nas urnas para a legenda ter acesso ao Fundo Partidário e ao tempo de propaganda gratuita no rádio e na TV. As regras começam a valer em 2018 e ficarão mais rigorosas gradativamente até 2030.

E a Candidatura avulsa?

Fica vedado o registro de candidatura avulsa, ainda que a pessoa tenha filiação partidária. A questão, porém está em discussão no Supremo Tribunal Federal (STF).

O dinheiro nosso de cada dia

Os candidatos poderão começar no 15 de maio do ano eleitoral a fazer a arrecadação prévia de recursos por meio de financiamento coletivo ("vaquinhas") na internet. A liberação dos recursos, porém, fica condicionada ao registro da candidatura. A arrecadação prévia não irá configurar propaganda antecipada.

O Limite para doações

Pessoas físicas podem fazer doações até o limite de 10% dos seus rendimentos brutos no ano anterior à eleição. Agora temos mais uma recurso para encher os cofres dos partidos políticos , a 'vaquinha' online será obrigatória a emissão de recibo para o doadorrelativo a cada doação feita em site de financiamento coletivo, conhecido como “vaquinha”.

Debate

As emissoras de rádio ou televisão que fizerem debates entre candidatos serão obrigadas a convidar os candidatos dos partidos com mais de cinco deputados na Câmara.

Propaganda na internet

Partidos e candidatos poderão contratar o impulsionamento de conteúdos (uso de ferramentas, gratuitas ou não, para ter maior alcance nas redes sociais). Está proibido o impulsionamento feito por pessoa física.

Gastos milionários nas campanhas

Vamos aos números e limites de gastos nas campanhas a partir deste ano.Presidente da República: haverá um teto de R$ 70 milhões em gastos na campanha (se houver segundo turno, o limite será de R$ 35 milhões);Governador: o teto será definido de acordo com o número de eleitores de cada unidade da federação apurado no dia 31 de maio, e poderá variar de R$ 2,8 milhões a R$ 21 milhões.

Mais gastos

Senador: o teto será definido de acordo com o número de eleitores de cada unidade da federação apurado no dia 31 de maio, e poderá variar de R$ 2,5 milhões a R$ 5,6 milhões,deputados federais: haverá um teto de R$ 2,5 milhões; Deputados estaduais: o teto será de R$ 1 milhão.

Substituição de candidatos

Agora fica limitada a substituição de candidatos. O pedido de troca deve ser apresentado até 20 dias antes do pleito (excetuado caso de morte). A foto do candidato será substituída na urna eletrônica.

COMENTÁRIOS dos leitores