MEC atua para inserir crianças venezuelanas nas escolas

Desde o início da ação, 2.024 novas matrículas foram registradas no estado

por Fábio Filho sex, 08/02/2019 - 11:44
Pixabay/Creative Commons Ao todo, 6.460 alunos venezuelanos entre 6 e 17 anos estão sendo atendidos na rede estadual e municipal de Roraima Pixabay/Creative Commons

O Ministério da Educação (MEC) iniciou, em janeiro de 2019, uma força tarefa no estado de Roraima para regular a documentação escolar das crianças venezuelanas a fim de que seja garantido o ingresso delas nas escolas brasileiras. Desde o início da ação, 2.024 novas matrículas foram registradas no estado.   

De acordo com a secretária de Educação de Roraima, Leila Perussolo, um levantamento realizado pela pasta aponta que 6.460 alunos venezuelanos entre 6 e 17 anos estão sendo atendidos na rede estadual e municipal de Roraima.

Os adolescentes venezuelanos com idade superior a 18 anos, aptos a concluir o ensino médio, estão sendo submetidos a uma avaliação específica de finalização escolar para certificação do ensino médio, como ocorre com o Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Encceja).

 

COMENTÁRIOS dos leitores