UNINASSAU Cabo passa a oferecer curso de Direito

Bacharelado foi autorizado com nota 4 pelo Ministério da Educação e será ofertado a partir do primeiro semestre de 2019

ter, 06/11/2018 - 18:42
Foto: Pixabay / Creative Commons Curso foi aprovado com nota 4 no MEC Foto: Pixabay / Creative Commons

A partir do primeiro semestre de 2019, a Faculdade UNINASSAU Cabo passará a oferecer mais uma opção de formação superior à população cabense. O Ministério da Educação (MEC) avaliou com nota 4, em uma escala de 0 a 5, e autorizou a inserção do curso de Direito na lista de graduações oferecidas na Instituição. A autorização do MEC, de Portaria 602 de 30 de agosto de 2018.

Destacando que a Instituição vem crescendo, o diretor da UNINASSAU Cabo, Walter Cortez, disse que a autorização para o curso reforça o desenvolvimento da unidade que prima pela qualidade acadêmica e estrutura física. “A população da cidade terá a oportunidade de cursar Direito numa Instituição focada na qualidade acadêmica, física e estrutural. Aliando teoria e prática, nossos estudantes são altamente capacitados para se destacar no mercado de trabalho”, ressaltou.

O curso de Direito da UNINASSAU é o único na Mata Sul de Pernambuco com conceito 4 e terá 240 vagas anuais, com opções de aulas nos turnos da manhã e noite. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do site da instituição. Além do vestibular programado, os interessados ainda podem se candidatar a uma das vagas como portador de diploma, transferência ou nota do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM – dos últimos cinco anos.

O bacharelado em Direito tem duração de cinco anos, incluindo estágio supervisionado e uma monografia obrigatória de conclusão de curso. Com a finalização da Graduação, o universitário estará apto a exercer a advocacia (submetendo-se ao exame da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, que lhe faculta o exercício profissional), podendo optar entre as áreas de Direito Civil, Constitucional, Empresarial, Psicologia Jurídica, Argumentação Jurídica, Penal, Processual, Trabalhista, Administrativo, Tributário, Ambiental, Internacional, Direitos Humanos, entre outras.

*Da assessoria de imprensa

COMENTÁRIOS dos leitores