Educação física também pode aparecer no Enem

O universo dos esportes, dança e jogos são assuntos que podem ser cobrados no Exame, alerta professor

por Juan Gouveia dom, 24/06/2018 - 11:30
Pixabay Professor explica a importância de estudar o assunto para se destacar na prova Pixabay

A ligação entre educação física e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode parecer distante, mas a realidade é bastante diferente. Nas últimas edições do Enem, o número de questões envolvendo o conteúdo é significativo. Somente em 2016, foram nove quesitos que exigiam dos alunos conhecimento do conteúdo da disciplina.

Alguns alunos acabam não reconhecendo o conteúdo da disciplina como necessário para o Exame. “Não tinha a noção da necessidade de estudar educação física especificamente para o Enem. O que aprendemos em sala de aula é muito mais sobre prática do que teoria”, explica Anderson Guimarães, 17, estudante do ensino médio.

O professor Bryan Kennedy trabalha em escolas particulares no Recife e tem se especializado em aulas direcionadas ao Enem. “É um grande problema as escolas não encararem o reconhecimento da disciplina, que por anos tem uma visão ligada à prática, não teoria”, explica. Segundo ele, exames têm cobrado cada vez mais dos estudantes atenção no conteúdo.

"Com a competitividade excessiva, os participantes do Enem devem se atentar a todo o conteúdo da prova. Os assuntos ligados à educação física podem ser um diferencial na nota. A preparação se torna necessária para se destacar e conquistar uma boa nota", explica Bryan. Em entrevista ao LeiaJa.com, o professor explica quais são os conteúdos mais cobrados no Enem e dá dicas de como estudar.

Embed:

Por se tratar de um conteúdo que envolve outras disciplinas, a educação física acaba sendo um pontapé para discussões relacionadas a assuntos ligados à biologia, química e física. Segundo o professor, a característica do Enem é relacionar assuntos das matérias com o cotidiano, buscando do estudante conhecimentos em diversas áreas. Bryan selecionou algumas questões do Exame e trouxe explicações em áudios sobre as perguntas. Confira:



Enem 2017



No esporte-participação ou esporte popular, a manifestação ocorre no princípio do prazer lúdico, que tem como finalidade o bem-estar social dos seus praticantes. Está associado intimamente com o lazer e o tempo livre e ocorre em espaços não comprometidos com o tempo e fora das obrigações da vida diária. Tem como propósitos a descontração, a diversão, o desenvolvimento pessoal e o relacionamento com as pessoas. Pode-se afirmar que o esporte-participação, por ser a dimensão social do esporte mais inter-relacionada com os caminhos democráticos, equilibra o quadro de desigualdades de oportunidades esportivas encontrado na dimensão esporte-performance. Enquanto o esporte-performance só permite sucesso aos talentos ou àqueles que tiveram condições, o esporte-participação favorece o prazer a todos que dele desejarem tomar parte.

GODTSFRIEDT, J. Esporte e sua relação com a sociedade: uma síntese bibliográfica. EFDeportes, n. 142, mar. 2010.



O sentido de esporte-participação construído no texto está fundamentalmente presente




a) O nos Jogos Olímpicos, uma vez que reúnem diversos países na disputa de diferentes modalidades esportivas;

b) nas competições de esportes individuais, uma vez que o sucesso de um indivíduo incentiva a participação dos demais;

c) nos campeonatos oficiais de futebol, regionais e nacionais, por se tratar de uma modalidade esportiva muito popular no país;

d) nas competições promovidas pelas federações e confederações, cujo objetivo é a formação e a descoberta de talentos;

e) nas modalidades esportivas adaptadas, cujo objetivo é o maior engajamento dos cidadãos.

Ouça a explicação do Prof° Bryan Kennedy para a questão:

Enem 2016

É possível considerar as modalidades esportivas coletivas dentro de uma mesma lógica, pois possuem uma estrutura comum: seis princípios operacionais divididos em dois grupos, o ataque e a defesa. Os três princípios operacionais de ataque são: conservação individual e coletiva da bola, progressão da equipe com a posse da bola em direção ao alvo adversário e finalização da jogada, visando a obtenção de ponto. Os três princípios operacionais da defesa são: recuperação da bola, impedimento do avanço da equipe contrária com a posse da bola e proteção do alvo para impedir a finalização da equipe adversária.

DAOLIO, J. Jogos esportivos coletivos: dos princípios operacionais aos gestos técnicos – modelo pendular a partir das ideias de Claude Bayer. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, out. 2002 (adaptado).

Considerando os princípios expostos no texto, o drible no handebol caracteriza o princípio de: 

a) recuperação da bola.

b) progressão da equipe.

c) finalização da jogada.

d) proteção do próprio alvo. 

e) impedimento do avanço adversário. 

Ouça a explicação do Prof° Bryan Kennedy para a questão: 

Enem 2015

Riscar o chão para sair pulando é uma brincadeira que vem dos tempos do Império Romano. A amarelinha original tinha mais de cem metros e era usada como treinamento militar. As crianças romanas, então, fizeram imitações reduzidas do campo utilizado pelos soldados e acrescentaram numeração nos quadrados que deveriam ser pulados. Hoje as amarelinhas variam nos formatos geométricos e na quantidade de casas. As palavras “céu” e “inferno” podem ser escritas no começo e no final do desenho, que é marcado no chão com giz, tinta ou graveto.

Disponível em: www.biblioteca.ajes.edu.br. Acesso em: 20 maio 2015 (adaptado). 

Com base em fatos históricos, o texto retrata o processo de adaptação pelo qual passou um tipo de brincadeira. Nesse sentido, conclui-se que as brincadeiras comportam o(a): 

a) caráter competitivo que se assemelha às suas origens;

b) delimitação de regras que se perpetuam com o tempo;

c) definição antecipada do número de grupos participantes;

d) objetivo de aperfeiçoamento físico daqueles que a praticam; 

e) possibilidade de reinvenção no contexto em que é realizada.

Ouça a explicação do Prof° Bryan Kennedy para a questão: 

Enem 2013

O jogo é uma atividade ou ocupação voluntária, exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e de espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e de alegria e de uma consciência de ser diferente da “vida quotidiana”.

HUIZINGA, J. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. São Paulo: Perspectiva, 2004.

a) fixação de táticas, que define a padronização para maior alcance popular;

b) competitividade, que impulsiona o interesse pelo sucesso;

c) refinamento técnico, que gera resultados satisfatórios;

d) caráter lúdico, que permite experiências inusitadas;

e) uso tecnológico, que amplia as opções de lazer.

Ouça a explicação do Prof° Bryan Kennedy para a questão: 

Enem 2012

A partir dos efeitos fisiológicos do exercício físico no organismo, apresentados na figura, são adaptações benéficas à saúde de um indivíduo:

a) Diminuição da frequência cardíaca em repouso e aumento da oxigenação do sangue. 

b) Diminuição da oxigenação do sangue e aumento da frequência cardíaca em repouso. 

c) Diminuição da frequência cardíaca em repouso e aumento da gordura corporal. 

d) Diminuição do tônus muscular e aumento do percentual de gordura corporal. 

e) Diminuição da gordura corporal e aumento da frequência cardíaca em repouso

Ouça a explicação do Prof° Bryan Kennedy para a questão:  

Vai Cair no Enem

O programa realizado pelo LeiaJa.com apresenta de forma dinâmica assuntos relacionados ao Exame. As aulas em vídeo envolvem temáticas diversas. O conteúdo está diponível no site especial do projeto e, também, no Instagram e Youtube.

LeiaJá também

--> Sertão nordestino é destaque em aula para o Enem

--> Dia do Índio: como o Enem trata a questão indígena?

COMENTÁRIOS dos leitores