SP ensinará português para venezuelanos

O curso tem duração de 30 horas (três horas/aulas semanais) e terá início após seleção realizada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com a reitoria da universidade para escolha dos primeiros alunos

por Beatriz Gouvêa seg, 16/04/2018 - 15:52

A Prefeitura de São Paulo fechou acordo com o Centro Universitário Ítalo Brasileiro para ensinar língua portuguesa para 50 venezuelanos que estão acolhidos na cidade. O curso tem duração de 30 horas (três horas/aulas semanais) e terá início após seleção realizada pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com a reitoria da universidade para escolha dos primeiros alunos.

“Nesse primeiro momento, o nosso foco está na regularização da documentação dos imigrantes. Também temos cursos sendo oferecidos pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, e todos os imigrantes terão a possibilidade de participar. Mas, nesse primeiro momento, a seleção será direcionada para os que já tem a documentação regularizada”, diz o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará.

Os imigrantes que estão na capital podem ser atendidos em em mais de sete idiomas (português, espanhol, francês, inglês, árabe, crioule, suahili, lingala, entre outros) no Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes.

COMENTÁRIOS dos leitores