Sem estudo e sem trabalho: esse é o jovem paraense

Pesquisa revela perfil da juventude e aponta cenário preocupante no Pará: 22% estão desempregados e fora da escola

por Ariela Motizuki ter, 10/04/2018 - 16:52
Ariela Motizuki/LeiaJáImagens Eduardo Costa, presidente da Fapespa, apresentou o perfil da juventude paraense Ariela Motizuki/LeiaJáImagens

A Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) lançou, na última quarta-feira (4), o “Perfil da Juventude Paraense 2018”. Em parceria com a Fundação Pro Paz, o documento foi construído a partir de dados, estudos e captação de informação de diversas instituições do Estado. A pesquisa tem o objetivo de subsidiar novos meios de políticas públicas para os jovens do Estado do Pará.

O presidente da Fapespa, Eduardo Costa, explicou que, com o estudo, foi possível entender diversas questões sobre o atual jovem paraense, quais suas perspectivas, dificuldades e até mesmo sonhos. “Esse perfil nos ajuda a entender melhor quem é o jovem, a necessidade de formação e qualificação profissional, empregabilidade, questões na área da saúde, que é um dado que chamou bastante nossa atenção. O jovem de hoje precisa de políticas públicas mais focadas e mais efetivas e esse estudo, em parceria com a Fundação Pro Paz, subsidia as tomadas de decisões, sejam no âmbito no Governo ou das prefeituras”, explicou o presidente.

O estudo apontou que atualmente o jovem de 15 a 29 anos representa cerca de 26% da população no Estado, sendo que 22% desses jovens não trabalham e nem estudam. Dados do Ministério do Trabalho, Segurança Pública do Pará e uma pesquisa realizada pela Fundação Pro Paz foram as principais fontes.

Desenvolvendo diversos projetos voltado para os jovens, como o Pro Paz Enem e o Pro Paz Escola, a Fundação Pro Paz idealizou o projeto. “O Pro Paz tem a articulação das políticas públicas voltadas para a juventude. Sem dúvida nenhuma, esses dados javascript:mctmp(0);javascript:mctmp(0);do perfil da juventude paraense vão subsidiar a implementação de ainda mais políticas públicas para jovens de 15 a 29 anos”, contou o coordenador da Fundação Pro Paz, Raimundo Rodrigues.

Serviço

O “Perfil da Juventude Paraense 2018” estará disponível no site da Fapespa em breve. Ele poderá ser acessado por qualquer cidadão por meio do site oficial http://www.fapespa.pa.gov.br.

COMENTÁRIOS dos leitores