PE fecha fevereiro com saldo negativo em empregos no país

Levantamento divulgado pelo Governo Federal aponta os setores, estados e regiões com saldos positivos e negativos na geração de novos postos de trabalho no país

por Juan Gouveia sex, 23/03/2018 - 18:17
Pixabay . Pixabay

O Ministério do Trabalho divulgou, nesta sexta-feira (23), o balanço dos postos de trabalhos em fevereiro. De acordo com o levantamento, disponível no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o mês registrou uma abertura de 61.188 novos postos de trabalho no Brasil.

O número representa um aumento de 0,16% em relação ao do mês anterior. Entre os setores com maior representatividade nesse número, o de Serviços somou 65.920 e o da Indústria de Transformação com mais de 17.363 postos, se posiciona em segundo lugar. Já os setores de comércio (-25.247 postos), agropecuária (-3.738 postos) e construção civil (-3.607 postos) apresentaram saldos negativos.

A região Sul foi a líder, com o acréscimo de 37,071 postos de trabalho. Seguida pelas regiões, Sudeste, Centro-Oeste e Norte. O Nordeste tem destaque negativo, com o saldo negativo de 25.953 postos.

Em fevereiro, o estado de Pernambuco tem um dos menores saldos de emprego do país apresentando -7.381 postos. Outros estados da região como Alagoas (-10.698), Rio Grande do Norte (-3.570), Paraíba (-2.758) e Sergipe (-931) também estão com pontos negativos. No total, 11 estados ficaram no negativo.

Ainda de acordo com os dados, 11.118 desligamentos mediante acordo entre empregador e empregado, envolvendo 8.476 estabelecimentos, foram registrados. Já na modalidade de trabalho intermitente, 2.660 admissões e 569 desligamentos, gerando saldo de 2.091 empregos.

No regime de trabalho parcial, foram registradas 6.490 admissões e 3.423 desligamentos, gerando saldo positivo de 3.067 empregos. E, por fim, na categoria de Teletrabalho, foram registradas 362 admissões e 243 desligamentos, gerando saldo positivo de 119 empregos.

LeiaJá Também:

--> Confira as ocupações com mais demissões em Pernambuco

COMENTÁRIOS dos leitores