Levantamento mostra quais são as piores faculdades do país

As dez piores colocadas não atingiram sequer a nota mínima, segundo critérios de avaliação elaborados por órgão vinculado ao Ministério da Educação

por Wagner Silva seg, 19/06/2017 - 16:40

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC), divulgou um estudo sobre as instituições de ensino superior do país. O cálculo é feito anualmente, com base em avaliações de desempenho dos alunos de cada curso oferecido pela instituição. Também são consideradas as notas do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) obtidas nos dois anos anteriores à divulgação da pesquisa.

Entre as dez que tiveram pior desempenho na avaliação, oito são instituições privadas de ensino, sendo que três ficam em São Paulo, estado com mais faculdades entre as que apresentaram resultados ruins. Pela ordem do ranking aparecem:

1º Escola Superior em Meio Ambiente (particular - MG);

2º Faculdade de Ciências Agrárias de Araripina (pública - PE);

3º Faculdade Candido Mendes de Vitória (particular - ES);

4º Escola de Engenharia de Agrimensura (particular - BA);

5º Instituto Superior de Educação Vera Cruz (particular - SP);

6º Faculdade de Tecnologia de Cruzeiro do Oeste (particular - PR);

7º Faculdade Integrada de Araguatins (pública - TO);

8º Faculdade de Música Carlos Gomes (particular - SP);

9º Faculdade de Tecnologia FATEP (particular - SP);

10º Faculdade Jataiense (particular - GO).

Entre as particulares, somente as quatro últimas da lista cobram mensalidades pelos cursos oferecidos. A classificação do Índice Geral de Cursos criada pelo Inep tem notas entre um e cinco, que estabelecem o grau de qualidade dos estabelecimentos, as dez piores colocadas não conseguiram atingir sequer a nota mínima.

COMENTÁRIOS dos leitores