Amizade dentro do trabalho: cuidados necessários

Não é proibido manter amizade com quem se trabalha, mas, quando esta pessoa é o chefe, é preciso tomar alguns cuidados

ter, 16/05/2017 - 18:32

É comum ouvir profissionais dizerem que passam mais tempo no local de trabalho, com seus colegas, do que em sua própria casa, com os familiares. As longas jornadas acabam por favorecer o surgimento de vínculos que, muitas vezes, extrapolam o nível corporativo e passam para o terreno pessoal. Não é proibido manter amizade com quem se trabalha, mas, quando esta pessoa é o chefe, é preciso tomar alguns cuidados. Confira algumas dicas.

Façam acordos

O chefe e seu subordinado estão em posições bem diferentes dentro da empresa, e esses lugares precisam ser respeitados. O interessante é que os limites de tratamento estejam bem claros, como numa espécie de contrato, para não haver constrangimento para nenhuma das partes. Regras de convivência são necessárias em qualquer espaço e facilitam o bom andamento dos relacionamentos.

Separem vida pessoal e trabalho

É importante saber separar cada momento para não ultrapassar nenhum limite. Em ambiente profissional, os assuntos das conversas devem ser relativos às rotinas da empresa, assim como, estando fora deste ambiente, o papo está liberado para girar em torno de qualquer assunto desde que o trabalho fique de fora. Dessa maneira, evitam-se constrangimentos e até mesmo, qualquer tipo de confusão ou mal entendido.

Mantenham o profissionalismo

Independente da proximidade e do estreitamento desta amizade, dentro do trabalho é preciso manter postura profissional. Dirigir-se ao superior com o devido respeito e formalidade, que sua posição pedem. Este deve ser um movimento de mão dupla. O chefe também precisa entender o seu lugar, e o de seu funcionário, e tratá-lo com o mesmo respeito. As brincadeiras dos amigos, quando há intimidade para tal, devem ficar reservadas para os momentos de lazer, fora da empresa.

Menos é mais

Amigos costumam compartilhar detalhes de suas vidas pessoais, assuntos familiares e bastante particulares. O cuidado para não dividir tais particularidades com os demais colegas é importante. Conversas pessoais devem ficar para horários após o expediente. Assim como, é preciso saber conduzir a situação quando algum problema  passa a interferir na vida profissional. Um bom chefe deve encaminhar o seu funcionário de maneira imparcial.

Por Paula Brasileiro, publicada originalmente em blog.carreiras.sereducacional.com

 

COMENTÁRIOS dos leitores