UFPE promove ação de combate à violência contra a mulher

Iniciativa tem como objetivo garantir mais segurança para as estudantes que todos os dias passam pelos campi da instituição

por Nicole Simões sex, 03/03/2017 - 15:15

Com início das aulas na próxima segunda-feira (06), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) receberá os novos alunos e os veteranos com uma campanha de combate à violência contra as mulheres. A iniciativa foi criada pela agência experimental Minerva, que é vinculada ao curso de Publicidade e Propaganda da instituição de ensino.

Por todo o Campus Recife, os alunos poderão visualizar faixas e galhardetes de boas-vindas aos estudantes que trazem a mensagem “A diversidade nos fortalece. A tolerância nos une”. De acordo com a organização do ato, o maior objetivo é garantir mais segurança e qualidade no atendimento das estudantes da UFPE. A ação ainda contará com cartazes e peças para veiculação na internet, na TVU e nas rádios universitárias. 

A campanha também está baseada no Protocolo de Atendimento a Mulheres Vítimas de Violência na Universidade, estabelecido pela Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes), por meio do Núcleo de Atenção à Saúde do Estudante (Nase), e com a parceria da Ouvidoria e da Superintendência de Segurança Institucional. Para Ana Cabral, pró-reitora da Proaes, a principal meta do protocolo é acolher, acompanhar e encaminhar estudantes mulheres da Universidade, vítimas de violência, à rede socioassistencial e jurídica. Esses encaminhamentos, por sua vez, serão realizados para promover a integralidade no cuidado, e contemplarão os seguintes instrumentos: Delegacia da Mulher, Instituto Médico Legal, hospitais, Centro de Referência da Mulher, Centro de Referência Especializado de Assistência Social, Núcleo de Apoio à Saúde da Família, Estratégias de Saúde da Família, Ministério Público e Defensoria Pública.

Assim, caso ocorra alguma violência física em um dos três campi da instituição (Recife, Vitória e Caruaru), a Superintendência de Segurança Institucional (SSI) poderá ser acionada, pelo telefone (81) 2126-8062, para acompanhar a vítima a um dos serviços de referência (Serviço de Apoio à Mulher Vilma Lessa, Hospital Agamenon Magalhães ou Hospital da Mulher). A SSI informará à equipe do Nase para posterior acompanhamento biopsicossocial da vítima. 

A medida ainda vale para mulheres não estudantes que forem vítimas de violência dentro dos campi. Agora, caso alguma estudante da UFPE seja vítima de violência física ou sexual fora dos campi, a recomendação do órgão é que a vítima seja encaminhada diretamente a um serviço de referência de violência contra a mulher: Serviço de Apoio à Mulher Vilma Lessa, Hospital Agamenon Magalhães ou Hospital da Mulher. Após o atendimento, a vítima deve procurar o Nase, pelos telefones: (81) 2126-8486 ou 2126-8439.

Poderão ter acesso ao Nase, sem a necessidade de encaminhamento da rede, as estudantes vítimas de violência física, psicológica ou sexual, através de demanda espontânea. Já as estudantes vítimas de assédio serão orientadas pela equipe do Nase a realizar denúncia na Ouvidoria da UFPE, pelo telefone (81)2126-8195 ou e-mail ouvidoriageral@ufpe.br.

COMENTÁRIOS dos leitores