Nacional Ceará Paraíba Pará Pernambuco São Paulo

Ministro garante que reforma da CLT mantém direitos

O Ministro Ronaldo Nogueira defendeu a reforma em audiência na Câmara dos Deputados, da qual também participaram outros órgãos que regulamentam as atividades trabalhistas do Brasil

por Lara Tôrres sex, 17/02/2017 - 11:05
Albino Oliveira/ASCOM Ministério do Trabalho De acordo com o ministro, a reforma da CLT não retira direitos dos trabalhadores Albino Oliveira/ASCOM Ministério do Trabalho

Em audiência pública realizada na Câmara dos Deputados na última quinta-feira (16) para debater pontos da proposta do governo federal para reformar da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira garantiu que as mudanças que estão sendo propostas asseguram direitos dos trabalhadores: “Estamos convergentes em um ponto: ninguém de nós quer tirar direito dos trabalhadores. Podemos ter opiniões diferentes, mas todos somos convergentes em não tirar direito do trabalhador, combater a precarização e trazer segurança jurídica”, afirmou ele.

O ministro disse ainda que o debate é benéfico, pois permite aprimorar o que foi apresentado pelo governo: "O diálogo social aprimora a proposta, que é ancorada em três eixos: consolidar os direitos, trazer segurança jurídica e criar oportunidade de ocupação para todos". 

A audiência também contou com a participação do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra da Silva Martins Filho, e do procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury, que se colocou contrário à reforma que, para ele, não gera empregos nem crescimento econômico e precariza o trabalho. 

*Com informações do Ministério do Trabalho

LeiaJá também

--> MPT: reforma trabalhista não vai gerar mais emprego

COMENTÁRIOS dos leitores