Editais de concursos da UFPE deverão ser mais objetivos

Após recomendação do MPF, editais deverão apresentar instrumentos, aparelhos e técnicas que serão utilizados nos processos seletivos

por Nathan Santos qua, 11/01/2017 - 16:15

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) aceitou recomendação do Ministério Público Federal (MPF) e passará a indicar, nos editais de seus concursos públicos, os instrumentos, aparelhos e técnicas que serão utilizados nas seleções. A instituição de ensino também deverá deixar clara a metodologia utilizada para aferir o desempenho dos participantes nos certames.

De acordo com o MPF, a recomendação foi feita após investigações de irregularidades no processo seletivo para o cargo de técnico de nível superior em música, realizado no ano passado. Segundo informações do Ministério, o edital da seleção não apresentou menção dos critérios exigidos para a parte prática/operacional do processo seletivo.

Para o MPF, clareza nas normas dos concursos garantem os princípios de igualdade, competitividade e impessoalidade. No caso do certame da UFPE, o MPF diz que os parâmetros apenas seriam anunciados em um edital posterior, o que desrespeita o princípio de não surpresa.

A instituição de ensino, em resposta ao MPF, informou que vai cumprir, de forma imediata e integral, a recomendação. Para outros casos, o público pode fazer uma reapresentação por meio da internet.  

COMENTÁRIOS dos leitores