Por meio de nota, IFPE defende a democracia

A instituição ressalta preocupação com o momento político do Brasil e teme que isso possa influenciar, de forma negativa, no futuro da educação

por Danilo Mensil sex, 18/03/2016 - 16:57
Reprodução/Site do IFPE Sede do IFPE fica no bairro da Cidade Universitária, no Recife Reprodução/Site do IFPE

Devido aos últimos acontecimentos que ocorreram no cenário político nacional, a reitoria do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), representada pela professora Cláudia Sansil, veio à público, manifestar sua insatisfação, através de nota. No comunicado, a instituição demonstra sua preocupação com a hipótese de quebra da democracia, faz um apelo para que as investigações não ocorram de forma precipitada e que sejam conduzidas de maneira ética. 

Confira a nota integra:

Nos últimos doze anos, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco vivenciou um exponencial crescimento de sua estrutura, fruto de um projeto nacional de expansão da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, que incluiu mais de um milhão de jovens e adultos no mapa da educação pública, laica, gratuita e de qualidade.

Especificamente no IFPE, essa estrutura passou de 6 campi, atendendo a cerca de 6 mil estudantes, para 16 campi e 17 polos de Educação a Distância, contemplando mais de 20 mil estudantes, desde o Ensino Médio Integrado até a Pós-Graduação.

Diante da recente instabilidade no cenário político nacional, com clara ameaça de ruptura da ordem democrática, o IFPE vem manifestar sua preocupação com os últimos acontecimentos e com o risco gerado à manutenção e à consolidação dos enormes avanços vivenciados na educação pública.

Espera-se que todas as investigações sejam conduzidas de forma ética, impessoal e com base na Lei, evitando julgamentos precipitados ou influenciados por factoides

Professora Cláudia Sansil

Reitora do IFPE

LeiaJá Também: 

--> Nota da UPE defende governo de Dilma

COMENTÁRIOS dos leitores