UFPE: prova de física já foi mais elaborada

Segundo professores do BJ Colégio e Curso, prova apresentou “erros básicos”

por Priscilla Costa | ter, 15/01/2013 - 09:03
Compartilhar:

 

Foto: Clélio Tomaz/LeiaJáImagens Segundo professores, prova de física apresentou muitas falhas Segundo professores, prova de física apresentou muitas falhas

A prova de física realizada, nesta segunda-feira (14), pelos candidatos através do concorrido processo seletivo da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), foi considerada “mediana” pelos professores César Staudinger e Sebastião Alvino.

Segundo os professores, a prova manteve o nível esperado, dentro dos parâmetros que normalmente são trabalhados nas salas de aula do ensino médio. “Tivemos uma divisão de conteúdos das questões dentro do esperado, com mecânica ocupando a maior parte da prova, seguido de elétrica”, declaram.

Porém, Staudinger e Alvino ressaltam: “a banca falhou em não ter contemplado um dos ramos da física que mais possibilita o enquadramento de uma questão nos novos rumos do ensino

médio, a física ondulatória”.

Quanto às questões e seus respectivos gabaritos, os professores contestam as de número cinco e sete. “Na quinta questão, era só alterar o gabarito para seis e não 15 como foi divulgado pela banca. Menos grave. Já a sétima questão está errada. Acho que houve um equívoco quanto à formulação da mesma. Um outro ponto é a questão 15, sobre as Leis de Newton. Acreditamos que alguns itens estavam extremamente confusos para o aluno, cheios de “pegadinhas”.

“No mais, poderíamos dizer que já fomos mais satisfeitos com a prova da Covest de outros anos. Esperávamos que o tempo em excesso para elaboração e formatação da mesma contribuísse para uma minimização de erros tão básicos. Agora é só esperar o listão”, finalizam.

| | | Link:
Compartilhar:

Facebook

Carregando